sábado, 4 de dezembro de 2021 - 01:25 h

TEMPO REAL

 

Capa / Plantão da redação / Saae-VR investe em Inteligência Artificial

Saae-VR investe em Inteligência Artificial

Matéria publicada em 18 de outubro de 2021, 15:51 horas

 


Parceria com Saint Gobain e startup visa minimizar custos com manutenção de equipamentos e economia de energia

Foto: divulgação Secom/PMVR
Sensores acoplados a plataforma de inteligência artificial vão melhorar desempenho do Saae-VR

Volta Redonda – O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Volta Redonda (Saae-VR) está investindo em parcerias para ingressar no ramo da Indústria 4.0, com tecnologias de IOT (Internet das Coisas) e IA (Inteligência Artificial). Em fase de testes com a companhia Saint Gobain Canalização e a startup IBBX, de São Paulo, foi feita a instalação de um conjunto de sensores inteligentes no equipamento chamado Booster, no bairro Vila Americana, que vão gerar, dentre vários benefícios, a minimização dos custos com manutenção e da energia consumida.

De acordo com o diretor adjunto do Saae-VR, Silvino Gandos Bouzan, os sensores permitem monitorar falhas nos motores e bombas, monitoramento da temperatura, vibração, tensão, corrente, frequência, implantando a manutenção online. Esses dados são registrados e encaminhados para uma plataforma digital, pela qual, por meio da IA, compara com os requisitos das normas e modelos já pré-estabelecidos.

“É possível ainda fazer uma projeção do defeito até a provável quebra do equipamento, prevendo um prazo para esta falha ser sanada antes que o equipamento quebre. Isso reduz as paradas no abastecimento, minimiza custos com manutenção, além de ser possível aplicar técnicas para tornar o uso da energia mais eficiente”, explicou Silvino.

O Engenheiro de Aplicação da Saint Gobain Canalização, João Rossi, conta que o equipamento vai fazer o monitoramento durante 15 dias, visando uma manutenção preditiva de forma online.

“Nossos sensores são inovadores e sustentáveis. Inovadores, porque dispensam o uso de cabos para alimentação de bateria e transmissão de dados, e sustentáveis, porque reduzem consideravelmente o consumo de energia e os custos com manutenção, garantindo maior disponibilidade para operação dos equipamentos eletromecânicos”, explicou João.

O presidente do Saae-VR, Paulo Cesar de Souza, o PC, afirma que o avanço dos procedimentos com uso da tecnologia vai proporcionar benefícios para todos.

“Gastando menos energia e tendo menos custos com manutenção, conseguimos direcionar mais investimentos para melhorias como a construção da nova rede de água da Avenida Beira-Rio. Desde o início do ano estamos trabalhando e investindo em parcerias para melhorar o acesso à água e o tratamento de esgoto nos bairros”, concluiu PC.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document