quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Samuca Silva determina auditoria no Hospital do Retiro

Samuca Silva determina auditoria no Hospital do Retiro

Matéria publicada em 1 de março de 2019, 14:57 horas

 


A fiscalização faz parte das exigências legais do processo de licitação

é fiscalizar toda a execução do contrato da Organização Social – Foto: PMVR

A Comissão que avalia os serviços da OS Mahatma Gandhi que administra o Hospital Municipal Munir Rafful, recebeu essa semana, do prefeito de Volta Redonda Samuca Silva, a orientação para que seja realizada a primeira auditoria na unidade hospitalar.

A OS, depois de vencer um exigente processo licitatório, começou a administrar o Hospital do Retiro, na segunda quinzena de dezembro de 2018.

A função da Comissão Especial é fiscalizar toda a execução do contrato da Organização Social. Ela será composta, além do presidente, por um membro da Controladoria Geral do Município (CGM), um da Secretaria Municipal de Administração (SMA); um da Secretaria Municipal de Fazenda (SMF), e três indicados pelo Poder Executivo.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Alfredo Peixoto, a OS tem metas a serem cumpridas durante o período de vigência do contrato, que é de 24 meses.

– Os resultados atingidos pela administração do hospital serão analisados, periodicamente, pela comissão de avaliação, que vai emitir um relatório. Com base nisso, poderemos verificar se o atendimento à população está conforme as normas e na qualidade que o cidadão merece – disse

Para o prefeito Samuca, as constantes auditorias, representam mais que estar cumprindo as exigências legais. Representam a essência desse novo modelo de gestão pública.

– Além de ser uma das exigências que está prevista na lei da licitação, é o que a sociedade espera de nós. A escolha da OS foi feita através de um processo sério e cada vez mais vamos fortalecer a questão da fiscalização, da auditoria. É assim que vamos garantir para toda a sociedade, a transparência fundamental quando se administra os recursos públicos – frisou Samuca Silva.

Além da secretaria municipal de Saúde (SMS), o Conselho Municipal de Saúde também tem participação na fiscalização do trabalho realizado pela OS e se ela está cumprindo as metas estabelecidas.

A forma de contratação de profissionais também foi profissionalizada. Foi realizado um processo seletivo para contratação, priorizando os melhores profissionais.

-A OS traz ao SUS uma gestão profissionalizada, baseada em contratações através de meritocracia. As compras de insumos e materiais também são baseadas em melhores preços e rapidez -comentou.

Samuca ainda reforçou que a OS é cobrada através de metas estipuladas e indicadores.

– Reforço que 2019 será o ano da Saúde. Em breve, a população poderá avaliar cada unidade. Também adquirimos o Hospital Santa Margarida que vai entrar em operação também em breve. Já no Hospital do Idoso, também criado no nosso governo, foram atendidos mais de mil pessoas – concluiu.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. Avatar

    Tem caroço nesse angu.

  2. Avatar

    tem que fazer auditoria no PSA conforto o que ta morrendo de gente ali e brincadeira aquela sala vermelha e só deus, de preferencia faz uma visitinha la depois de meia noite

    • Avatar
      Bernardo Meningitt

      Mentiroso

      Voltei de lá hoje as 11.20 quando minha noiva estava com náuseas e vômitos. Fomos muitíssimo bem atendidos

      A quem interessa esse seu discurso mentiroso? A turma do ex prefeito ladrão?????

  3. Avatar

    Os auditores são escolhidos pelo prefeito,aí fica fácil né senhor Samuca….

Untitled Document