;
terça-feira, 24 de novembro de 2020 - 09:39 h

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Samuca Silva pede colaboração dos moradores no combate à Covid-19 para reabertura do comércio

Samuca Silva pede colaboração dos moradores no combate à Covid-19 para reabertura do comércio

Matéria publicada em 26 de abril de 2020, 17:46 horas

 


Volta Redonda – O prefeito Samuca Silva fez um apelo durante a transmissão da live na tarde deste domingo (26), quando atualizou os casos de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, em Volta Redonda. Ele pediu para que toda a população se unisse em combate ao vírus no intuito de evitar o contágio em massa e o colapso na rede de saúde.

– A questão é séria, já morreram dez pessoas em Volta Redonda e mais de quatro mil no Brasil. A vida é algo importante e salvá-la é fundamental. Precisamos tomar cuidado. Estamos conseguindo deixar as pessoas da faixa de risco fora do contágio, isso porque suspendemos as aulas, tivemos restrições no convívio social, entre outras medidas – destacou Samuca.

O prefeito Samuca Silva disse que o MPRJ (Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro) deu um parecer prévio favorável ao plano de reabertura do comércio apresentada pelo Executivo, e que deve ser assinado na próxima semana.

– Todos vamos precisar fazer nossa parte. Por isso vamos precisar da população unida, prefeitura, comerciantes, consumidores, todos em geral. Vamos ter que avaliar diariamente os eixos para que o comércio possa ser reaberto e que seja mantido assim. Precisamos proteger o nosso povo, pensar mais em CPF do que em CNPJ. Vamos todos juntos vencer o coronavírus e salvar vidas – concluiu o prefeito, reforçando que a proposta técnica para reabertura do comércio prevê o cumprimento dos seis eixos já apresentado em outras ocasiões.

Prefeito assegurou que se os seis eixos não forem respeitados, o comércio será fechado novamente
(foto: Evandro Freitas)

Proposta

Segundo a proposta, as atividades já em funcionamento permanecem abertas seguindo as medidas de restrição. Já a partir do dia 4 de maio, poderão ficar abertos:

– Serviços de escritório, apoio administrativo e outros serviços prestados; atividades profissionais, cientificas e técnicas;

– Atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados;

– Informação e comunicação, comércio e reparação de veículos automotores, alojamento;

– Bares e restaurantes com 30% da capacidade. A feira livre também deverá ser autorizada, entretanto com regras que ainda serão definidas.

Já a partir de 11 de maio, poderá ser liberado:

– Comércio varejista, outras atividades e serviços;

– Seleção e agenciamento e locação de mão de obra;

– Artes, cultura, esporte e recreação;

– Atividades imobiliárias; além de agências de viagem, operadores turísticos e serviços de reservas.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. Avatar

    Fiquem tranquilos em breve estaremos lembrando desta atitude do lado do Michel Jackson.

  2. Avatar

    Sou analfabeto no assunto, mas acredito que o que ajudaria e muito no controle. seria saber quais são os bairros com a maior quantidade de confirmações ou suspeitas e a fiscalização ser mais efetiva nestes locais, o que contribuiria para a diminuição das ocorrências com certeza, ajudando inclusive aos moradores a terem mais cuidados,……

  3. Avatar

    Gênio

    Volta redonda tem prefeito, depois de quase 20 anos de desgraça

  4. Avatar

    Agora é bom que a população sentindo a necessidade de voltar às atividades também Tenha CONSCIÊNCIA de que é necessário todos os cuidados de higiene e evite saídas desnecessárias.

Untitled Document