terça-feira, 12 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Santa Casa de Barra Mansa suspende atendimento ao Fundamp

Santa Casa de Barra Mansa suspende atendimento ao Fundamp

Matéria publicada em 15 de março de 2016, 17:36 horas

 


Medida aconteceu por conta de atrasos no repasse de verbas; prefeitura diz que houve erro em depósito

Barra Mansa – A Santa Casa de Misericórdia de Barra Mansa suspendeu o atendimento aos usuários do Fundamp (Fundo de Assistência Médica Permanente dos Servidores Públicos Municipais de Barra Mansa) por tempo indeterminado. O motivo da interrupção nos atendimentos foi a ultrapassagem do valor empenhado em contrato, além de atraso de pagamentos de serviços já prestados ao Fundo.

O Provedor da Santa Casa de Barra Mansa, Jair Fusco, explicou que em função dos constantes e já reconhecidos atrasos nos repasses de verbas provenientes dos governos Federal, Estadual e Municipal, o hospital está com dificuldades em honrar os compromissos financeiros em dia, como os pagamentos dos colaboradores técnicos, administrativos e profissionais médicos. Por isso, algumas medidas extremas estão sendo tomadas.

– Como em todo país, a Santa Casa não está livre dos efeitos da crise política e econômica que vivenciamos. E com essa inconstância dos repasses de verbas federal, estadual e municipal, em particular, a complementação que atingem quatro meses de atraso, e a verba estadual do PAHI (Programa de Apoio aos Hospitais do Interior), que está retida no município desde agosto de 2015, que nos impede de manter a regularidade de certas ações, como a reposição de enxovais e outros insumos usais com a devida e urgente necessidade – comentou Fusco.

Com a limitação e a irregularidade de atendimento médico em toda a rede pública municipal, o Pronto Socorro da Santa Casa opera constantemente em superlotação em todas as suas áreas. Apesar de todos esses problemas o provedor frisou que “os usuários do Fundamp que procurarem o hospital em casos de urgência e emergência serão atendidos normalmente no Pronto Socorro do SUS, como todo cidadão tem direito, sem nenhuma restrição, dentro do que está pactuado entre a instituição e o Poder Público”.

Secretaria de Saúde diz que
houve erro no repasse do PAHI

A secretaria de Saúde de Barra Mansa informou ontem que o recurso do PAHI, que deveria ser repassado à Santa Casa, foi transferido por engano pelo governo estadual na conta bancária referente a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Centro. Desta forma, após confirmação do Estado, a secretaria utilizou o recurso para pagamento dos funcionários da UPA.

Após o pagamento, questionados pela Santa Casa, o financeiro da secretaria municipal de Saúde voltou a interrogar o governo estadual sobre o recurso e recebeu a nova informação de que o dinheiro tinha sido depositado na conta bancária errada, neste caso, na conta da UPA.

O governo estadual pediu, então, para que a secretaria de Saúde aguardasse novo depósito na conta da UPA, que deveria ser repassado à Santa Casa. Até o momento, entretanto, o Estado não enviou o recurso destinado à UPA, impossibilitando a transferência de verba ao hospital.

A secretaria de Saúde destacou que continua questionando este repasse ao governo estadual e depositou para a Santa Casa, nesta segunda-feira, dia 14, R$1,6 milhão proveniente do POA (Plano Operacional Anual).


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

8 comentários

  1. Avatar

    Um antigo leitor daqui (ÊTA POVINHO) dizia que o que falta na Santa Casa e na Fundamp é alguém que entenda de Gestão Pública e conheça a Administração Pública. Aprendi que ele tinha e tem razão, neste caso.

    A secretaria de Saúde não acompanha os recursos destinados a saúde no município, a secretaria de saúde estadual não consegue ler o destinatário, a Fundamp é totalmente desorganizada e a Santa Casa é incapaz de gerir o dinheiro que recebe ou acompanhaR as previsões para tomar decisões rápidas para não prejudicar os usuários.

    Haja incompetência!

    Na próxima eleição vote para anular essa praga e quem a pratica.

  2. Avatar

    Quem sofrem sao os funcionarios que nada tem a ver com isso…….so aqueles que mudaram pra ser feliz….kkkkkk

  3. Avatar
    Eleitor decepcionado

    Estão brincando com a saúde dos outros!!! deveriam se concientizar da importância de suas funções. A verba do FUNDAMP é composta das contribuições dos funcionários públicos da prefeitura de BM, não recebe outra verba de carater estadual e nem federal, deve-se esclarecer quem está devendo. Pois, se o FUNDAMP deve à Santa Casa essa dívida não pode ser vinculada com falta de repasses de outras esferas de governo. Agora, me parece que o Fundamp tem um “conselho fiscal” eles deveriam fiscalizar as receitas e despesas do Fundo e prestar contas aos funcionários associados/usuários.

  4. Avatar

    Nunca na história deste país… Deu tanta vontade de ter nascido em outro.

  5. Avatar

    DOIS LADOS!?

    SIM O LADO DE UM PREFEITO E SEUS BLUE CAPS QUE QUEBRARAM A CIDADE TODA…

    E O LADO DA POPULAÇÃO QUE ESTA JOGADA NO LIXO….

    PIOR PREFEITO DE TODOS OS TEMPOS……………………….

  6. Avatar

    Antes de começar os julgamentos do senhores juízes da verdade , procure ouvir os dois lados.

    • Avatar

      O Fundamp recebeu dos funcionários, não repassou para a Santa Casa, é simples,
      isso é roubo.
      Mas os hospitais de VR foram pagos, pior ainda.
      Cadeia nesses falsos administradores.
      Qual é o outro lado ?

  7. Avatar

    É mudar pra ser feliz… E os ratos da política de Barra Mansa já estão prontinhos para saírem do esgoto…

Untitled Document