Secretaria de Saúde mantém decreto de epidemia para o estado do Rio

Embora as projeções apresentem tendência de queda, número de casos prováveis da doença ainda é considerado alto pelos técnicos e especialistas que monitoram a situação nos municípios do Rio de Janeiro

by Otávio de Paiva

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Estado do Rio – A Secretaria de Estado de Saúde (SES-RJ) decidiu manter o decreto que classifica como epidemia por dengue a evolução de casos da doença no estado. Embora municípios tenham autonomia para declarar e revogar os próprios decretos sobre epidemias em seus territórios, os parâmetros epidemiológicos avaliados diariamente pelos técnicos do Centro de Inteligência em Saúde da SES-RJ ainda indicam alto número de casos e taxa de incidência da doença, que segue acima de 1000 casos por 100 mil habitantes na maioria das cidades fluminenses.

A SES-RJ alerta ainda que o estado do Rio ainda se mantém em nível 3, o mais alto na escala que configura Emergência em Saúde Pública, apresentando ainda um excesso de casos dez vezes acima do limite máximo esperado para esta época do ano. Ainda que haja uma desaceleração de registros de casos prováveis em algumas regiões do estado, o que sugere a tendência de queda,  o número ainda é considerado alto.  Mais de 171 mil registros foram feitos até 28 de março, incluindo 71 mortes por dengue confirmadas. Além disso, os técnicos estaduais ressaltam que ainda há óbitos em investigação.

– Nosso plano estadual de contingência da dengue e os parâmetros que utilizamos para avaliação da epidemia ainda não apontam para um resultado que nos permita dizer que estamos livres da epidemia. É fundamental que a população siga atenta aos cuidados para eliminação de focos do mosquito e também aos sinais e sintomas que possam surgir. A dengue é uma doença febril, aguda e muito dinâmica. Por isso, a necessidade de acompanhamento médico para evitar agravamento dos quadros e, principalmente, óbitos – alerta Claudia Mello, secretária de Estado de Saúde do Rio de Janeiro.

Os dados da epidemia de dengue, assim como demais informações, podem ser acessados no painel Monitora RJ, na aba Arboviroses, neste link:

https://monitorar.saude.rj.gov.br/.  A SES-RJ mantém monitoramento diário da situação da dengue em todo o estado e vai continuar avaliando e analisando os números para tomar qualquer decisão.

Plano Estadual de Combate à Dengue

Além do monitoramento e planejamento do combate à epidemia no estado, a SES-RJ vem atuando com medidas de apoio às prefeituras. Como parte do Plano Estadual de Combate à Dengue, dois mil profissionais de saúde foram treinados para acelerar o diagnóstico e o tratamento. A Secretaria coordenou ainda a implantação de 11 centros de hidratação em parceria com os municípios e ampliou as salas de hidratação de 11 UPAs estaduais. Também foram adquiridos equipamentos e insumos para envio aos municípios com maior incidência da doença.

O Governo do Estado também destinou 160 leitos de nove unidades de referência da rede estadual para o tratamento da doença, lançou uma ferramenta online para auxiliar médicos no diagnóstico e estabelecer condutas de tratamento e lançou o Observatório da Dengue – plataforma online que permite acompanhar dados e medidas de suporte aos municípios fluminenses. A Secretaria de Estado de Saúde também monitora em tempo real os números da doença no Centro de Inteligência em Saúde (CIS) da SES-RJ, com emprego de tecnologia de ponta e uma equipe de plantão 24 horas por dia, e instalou o Comitê de Operações Emergenciais para a dengue, que acelera e aprimora as repostas à epidemia.

You may also like

Leave a Comment

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996