Secretaria de Saúde promove treinamento para identificação de bronquiolite

Acesso será em plataforma on-line e exclusivo para profissionais da Atenção Primária dos municípios do estado do Rio

by Mayra Gomes

Estado do Rio – O quadro epidemiológico do estado do Rio de Janeiro demonstra que aumentaram os casos de bronquiolite. Para auxiliar a identificação desses casos, evitando que possam se agravar ou até levar a internações, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-RJ) promove, nos dias 29 de maio, 03 de junho e 05 de junho, um treinamento on-line exclusivo para médicos e enfermeiros da Atenção Primária atuantes em postos de saúde, clínicas da família e centros municipais de saúde dos 92 municípios do estado.

A bronquiolite é uma inflamação dos bronquíolos, vias aéreas inferiores por onde passa o oxigênio que chega aos pulmões, e costuma ser mais frequente em crianças de até dois anos de idade. É causada, principalmente, pelo vírus sincicial respiratório (VSR). Segundo dados do Laboratório Central Noel Nutels (Lacen), em abril de 2023 foram detectados 246 casos da doença; já em abril deste ano, foram 375 casos, o que representa um aumento de 52,44%.

Além disso, levantamento feito pelo Centro de Inteligência em Saúde da SES-RJ aponta que o número de solicitações por leitos para bronquiolite, que pode ser também causada pelos vírus influenza, parainfluenza e adenovírus, aumentou de 16 pedidos na semana epidemiológica 11 (de 10 de março a 16 de março) para 94 na semana 15 (de 07 de abril a 13 de abril).

A coordenadora de Educação da Superintendência de Atenção Primária em Saúde da SES-RJ, Ana Caroline Medina, observa que, neste ano, as internações por bronquiolite começaram a acontecer mais cedo, e a preocupação com a proximidade do inverno, quando habitualmente há mais casos da doença, levou ao planejamento da capacitação.

“Nosso público-alvo são os profissionais de Saúde da Atenção Primária de todos os municípios do estado, e vamos procurar enfatizar estratificação de risco, diagnóstico precoce e tratamento oportuno da bronquiolite”, diz.

A organização do treinamento a distância foi feita pela pediatra Carmen Sampaio e contou com o apoio de pediatra Roberta Serra, coordenadora de Saúde da Criança, ambas da Superintendência de Atenção Primária da SES-RJ.

“Serão cerca de duas horas, com apresentação on-line e esclarecimento de dúvidas. Como há um limite para número de acessos na plataforma, cada dia será direcionado a determinadas regiões do estado, mas todos os 92 municípios serão contemplados”, explica a Dra. Carmen Sampaio.

Os sintomas mais comuns da bronquiolite são coriza; tosse leve; febre persistente por mais de três dias; taquipneia, que é a respiração acelerada e com dificuldade; e fadiga.

Segundo a superintendente da Atenção Primária à Saúde da SES-RJ, Halene Armada, o início da bronquiolite pode ser bastante semelhante ao do resfriado. “Mas médicos e enfermeiros precisam ficar atentos a detalhes como sibilos (aqueles “chiados” no peito), febre ou respiração mais rápida, que podem demonstrar agravamento do caso. É fundamental que a doença seja identificada com especial atenção para os três primeiros dias, de modo a reconhecer os casos de agravamento”, observa.

Ela esclarece ainda que a inscrição e o link para participar da capacitação serão divulgados a médicos e enfermeiros da Atenção Primária dos municípios do estado por meio do apoio regional da Superintendência da Atenção Primária à Saúde da SES-RJ.

 

You may also like

Leave a Comment

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996