sábado, 17 de novembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Seminários discutem regularização de eventos em Volta Redonda

Seminários discutem regularização de eventos em Volta Redonda

Matéria publicada em 13 de setembro de 2018, 17:14 horas

 


Volta Redonda – A prefeitura realizou Seminários de Regularização de Eventos nesta semana para esclarecer sobre o Decreto 15.274/2018, que entra em vigor neste mês. O documento normatiza e estabelece procedimentos para a emissão de autorização para a realização de eventos no município.
O primeiro encontro, na tarde de terça-feira, dia 11, reuniu representantes das secretarias e autarquias municipais. E na noite de quarta-feira, dia 12, a reunião foi com produtores, associação de moradores, representantes de igrejas, organizadores de eventos em geral.
A regularização garante mais estrutura e segurança em competições esportivas, bailes, espetáculos, festas, eventos culturais e religiosos e os de caráter público, ou divertimentos populares de qualquer natureza que promovam concentração de pessoas.
A secretária de Cultura, Aline Ribeiro, durante as reuniões, lembrou que o decreto é válido para eventos organizados pelas secretarias e autarquias municipais e por entidades particulares.
-É importante ter conhecimento das normas definidas no decreto para seguir em eventos que organizamos e também para orientar as pessoas que nos procuram – disse.
O subsecretário de Fazenda, Jorge Luiz dos Santos, que participou do primeiro seminário, lembrou que as regras foram mantidas, houve apenas uma organização para o direcionamento da documentação, que passa a ser entregue no Departamento de Atividades Econômicas e Sociais da Secretaria de Fazenda. “
-Também aumentamos o prazo mínimo para dar entrada no processo de regularização, que passa a ser de 60 dias antes da data do evento – afirmou.
O requerimento deve informar o tipo do evento, local, horário, finalidade, estimativa de público, quantidade de ingressos que serão colocados à venda e valores – se for o caso -, as contratações realizadas, bem como a quantidade de apresentações.
O evento é descrito em formulário simples, que estará disponível no PortalVR.com, assim como o decreto na íntegra.
-O solicitante deve apresentar o formulário junto com a documentação – disse o coordenador do Departamento de Atividades Econômicas e Sociais da Secretaria de Fazenda, Wagner Jardim Chaves.
Após a entrega da documentação, o setor avalia e distribui para outras secretarias de acordo com a natureza do evento. “Normalmente, precisamos da parceria das secretarias de Transporte e Mobilidade Urbana e Meio Ambiente; além da Guarda Municipal e Vigilância Sanitária”, citou.
O capitão Bombeiro Militar, Rafael Champignon, que presta consultoria à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo na regularização de eventos, falou sobre a importância e da necessidade da autorização do Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Polícia Militar para a liberação do alvará de licença para a realização de qualquer evento. “O ideal é que, os documentos sejam entregues ao mesmo tempo no Corpo de Bombeiros e na prefeitura”, disse.

Encontro no auditório da prefeitura discute normas para a realização de eventos em Volta Redonda.
Credito: ( Geraldo Gonçalves )


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Historicamente os eventos na cidade são subfaturados, declarando valores bem abaixo do que faturam e fazendo contratos com os artistas muito abaixo do que pagaram, sempre pagando em caixa dois.

    Fora o aluguel de espaços como a ilha são joão que geralmente são cobrados, quando são, com valores menores do que deveriam.

    Quero ver parar a Rua de Compras ou eventos de igrejas.

Untitled Document