Sérgio Moro se torna réu por calúnia contra ministro do STF

Ele teria falado em “comprar um habeas corpus” de Gilmar Mendes

by Lívia Nascimento

O senador Sérgio Moro  – Foto: Wallace Martins/Thenews2/Deposit Photos

Brasília – A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu por unanimidade nesta terça-feira (4) tornar o senador Sérgio Moro (União Brasil-PR) réu por calúnia contra o ministro Gilmar Mendes, do próprio STF. A decisão contou com os votos favoráveis da relatora Cármen Lúcia e dos ministros Flávio Dino, Cristiano Zanin, Luiz Fux e Alexandre de Moraes.

A denúncia foi apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) após um vídeo viralizar, mostrando Moro em um evento social falando em “comprar um habeas corpus” de Gilmar Mendes.

Segundo a então vice-procuradora-geral da República, Lindôra Araújo, Moro acusou falsamente o ministro de corrupção passiva, tentando manchar sua imagem e honra. A relatora Cármen Lúcia concluiu que há motivos suficientes para abrir uma ação penal contra o senador, apontando que Moro tinha a intenção de atribuir falsamente um crime ao ministro.

O crime de calúnia pode levar a uma pena de seis meses a dois anos de prisão. Cármen Lúcia ressaltou que, mesmo em tom de brincadeira, não é permitido ofender a honra de alguém.

You may also like

1 comment

guto 5 de junho de 2024, 10:59h - 10:59

“tentando manchar sua imagem”?
A imagem já está destruída há muitos anos, ou seja, Sérgio Moro não teria condições de manchar a imagem do Excelentíssimo!

Reply

Leave a Comment

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996