terça-feira, 26 de outubro de 2021 - 12:53 h

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Temer envia carta a parlamentares e fala em ‘conspiração’ para derrubá-lo

Temer envia carta a parlamentares e fala em ‘conspiração’ para derrubá-lo

Matéria publicada em 16 de outubro de 2017, 21:29 horas

 


Presidente cita áudios das conversas entre os dirigentes da JBS e delação do Lúcio Funaro, cujos vídeos foram divulgados pela imprensa

Última cartada: Temer enviou carta a parlamentares da base aliada e da oposição (Foto: Arquivo)

Última cartada: Temer enviou carta a parlamentares da base aliada e da oposição (Foto: Arquivo)

Brasília – O presidente Michel Temer escreveu uma carta a deputados e senadores se defendendo de acusações contra ele. No texto, Temer diz que é vítima de “uma campanha implacável com ataques torpes e mentirosos” e que há uma “conspiração” para derrubá-lo do cargo.
A carta foi enviada por Temer a parlamentares da base aliada e da oposição no momento em que a segunda denúncia da Procuradoria-geral da República (PGR) contra ele está sendo analisada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados.

Temer inicia a carta, entregue nesta segunda-feira (16), dizendo que a “indignação” é o que o faz se dirigir a eles. “São muitos os que me aconselham a nada dizer a respeito dos episódios que atingiram diretamente a minha honra. Mas para mim é inadmissível. Não posso silenciar. Não devo silenciar”, escreveu.

O presidente diz aos parlamentares que “afirmações falsas, denúncias ineptas alicerçadas em fatos construídos artificialmente sustentaram as inverdades que foram divulgadas” e que “a armação está sendo desmontada”.

Ao longo de quatro páginas, Temer cita os áudios das conversas entre os dirigentes da JBS Joesley Batista e Ricardo Saud e diz que neles fica claro que o objetivo era derrubar o presidente da República. Faz menção também à delação premiada do doleiro Lúcio Funaro, cujos vídeos foram divulgados pela imprensa nos últimos dias. “Agora trazem de volta um delinquente conhecido de várias delações premiadas não cumpridas para mentir, investindo contra o presidente, contra o Congresso Nacional, contra os parlamentares e partidos políticos”, defende na carta.
Temer ainda faz críticas à atuação do ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e cita o ex-deputado Eduardo Cunha ao dizer que, em uma entrevista, Cunha relatou que sua delação não foi aceita porque o procurador-geral exigia que ele incriminasse o presidente da República.

“Jamais poderia acreditar que houvesse uma conspiração para me derrubar da Presidência da República. Mas os fatos me convenceram. E são incontestáveis”, diz Temer aos parlamentares.
Temer finaliza o texto citando dados positivos da economia como a redução da inflação, criação de emprego e ações como a aprovação da reforma trabalhista. Ele diz aos parlamentares que a retomada do crescimento no país foi alcançada com o “apoio decisivo” da Câmara e do Senado.

A partir desta terça-feira (17), os deputados se concentrarão na análise, discussão e votação na CCJ da Câmara da denúncia contra Temer e os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco. O parecer sobre a peça foi apresentado na última terça-feira (10) pelo relator, deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), que recomendou a rejeição do prosseguimento da denúncia, afirmando que ela se baseia em “delações espúrias, sem credibilidade não havendo justa causa para o prosseguimento da ação penal”.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Quem puxou a fila, previsivelmente das vítimas de tramas imaginárias foi o ex-presidente Lula, soterrado por sete processos decorrentes de investigações da Lava-Jato, um dos quais já lhe custou a condenação a nove anos e meio de cadeia, o chefe do maio esquema corrupto da História, vem recitando a meses que é um perseguido político….
    Perseguido por quem?! Isso Lula não revela, ele não aponta os perseguidores, ele só se refere a uma misteriosa entidade que batizou de ELES, nessa segunda-feira Michel Temer juntou-se a essa fila liderada por Lula!!!
    Ocorre o seguinte, não há complô nenhum, não há trama nenhuma, não há vítimas de conspirações de tramas ardilosas de nada disso….
    O problema é que a turma que fez parte da ladroagem da primeira classe, não se preocupou com a montagem de álibis, por que? Porque se julgavam condenados a perpétua impunidade, um costume brasileiro que a Lava-Jato exterminou!!!

  2. Esse velho golpista, além de propineiro e político medíocre, é um tremendo frouxo, fica se borrando todo.

  3. Temer você calado é um poeta. Tenta no texto de todas as formas justificar que está sendo vítima e também provar uma eficiência governamental que não existe. Está querendo entregar nossas riquezas para capital estrangeiro. Manipula dados econômicos como; os de aumento de empregos. Como se a informalidade fosse algo bom para o país. Se coloca como um “Deus” da advocacia. Entendedor de leis. Um corrupto traidor, que deu golpe para livrar a sua pele e de sua quadrilha de investigações. Nomeia e tira quem quer para assumir vagas estratégicas para tal fim. Sua base de convencimento é dizer que “as provas levantadas são incoerentes e frágeis”. Que existe um complô para derruba-lo. Quanta besteira seu Temer. Pode ter certeza que a prisão te aguarda e que os 97% de rejeição não é atoa.

  4. Pimenta nos olhos do outro é refresco,sinta na pele o que Dilma sentiu morra com seu veneno.

Untitled Document