Teste das Urnas

by ana Calderone

Até sexta-feira (17) dois grupos de investigadores que participaram da primeira fase da sétima edição do Teste Público de Segurança da Urna, realizada de 27 de novembro a 2 de dezembro de 2023, retornam ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para verificar se as contribuições que deram para o aprimoramento das urnas eletrônicas e dos sistemas eleitorais foram adotadas.

xxx

As sugestões foram feitas a partir de achados no Teste da Urna.

xxxxx

Durante os três dias, o chamado Teste de Confirmação, que ocorrerá das 9h às 18h, no edifício-sede do Tribunal, em Brasília, poderá ser acompanhado em tempo real pelo canal do TSE no YouTube.

Xxxx

 

Vale destacar que, no Teste de Urna de novembro, nenhuma ofensiva de especialistas em computação conseguiu comprometer a integridade e o sigilo do voto. Apesar disso, a Comissão Avaliadora do evento recomendou a repetição de cinco planos de testes executados por instituições. O objetivo é constatar se o que foi encontrado no TPS foi devidamente corrigido para as Eleições Municipais 2024, marcadas para os dias 6 e 27 de outubro (1º e 2º turno, respectivamente).

Xxxxx

Urnas 2020 e 2022 – Durante o Teste de Confirmação, serão executados os firmwares (programas de controle do hardware) e as mídias dos modelos 2022 e 2020 da urna eletrônica. Serão testados: Gerenciador de Dados, Aplicativos e Interface com a Urna Eletrônica; Software de Carga; Software de Votação; Sistema de Apuração; Kit JE-Connect; entre outros.

 

Dívida com a União

O pagamento da dívida pública com a União é um dos principais problemas fluminenses, de acordo com o Governo do Estado. O projeto aponta que o Rio de Janeiro deverá pagar à União R$ 11,6 bilhões em 2025; 13,2 bilhões em 2026; e 14,77 bilhões em 2027. Em 2025, a previsão é que o estoque da dívida pública com a União chegue aos R$ 173,8 bilhões.

Tanto integrantes do Governo do Estado quanto da Alerj estão fazendo pressão em Brasília para a renegociação da dívida com a União.

Previsão de arrecadação e perda de recursos

Em 2025, a previsão de arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o principal tributo do Estado, é de R$ 49,4 bilhões; em 2026, de R$ 52,2 bilhões; e em 2027, de R$ 55,7 bilhões. Já as receitas de royalties e participações especiais de petróleo foram estimadas em R$ 26,4 bilhões para 2025, 27,1 bilhões em 2026, e 27,8 bilhões no ano de 2027.

Outra dificuldade apontada por integrantes do governo são as perdas de recursos devido às Leis Complementares Federais 192 e 194, de 2022, que alteraram o método de cobrança de ICMS em setores considerados essenciais e indispensáveis.

Prêmio Sebrae

A etapa do Rio de Janeiro do Prêmio Sebrae de Jornalismo terá prêmios no total de R$ 73 mil para jornalistas e universitários com vouchers nas cinco categorias da premiação. O concurso vai gratificar os melhores trabalhos que tratem do universo do empreendedorismo em cinco categorias: Texto, Áudio, Vídeo, Fotojornalismo e Jornalismo Universitário.

Mulheres Negras

Estão abertas as inscrições para o ciclo de palestras “Mulheres Negras no Poder”, que acontece de 3 a 7 de junho, no Plenário do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro, no Centro do Rio. Realizado de forma híbrida e voltado para potenciais candidatas negras e suas apoiadoras, o evento busca incentivar a formação política das mulheres negras, aumentando sua participação nos espaços de poder.

O evento integra a IV Semana da Diversidade do TRE-RJ e é organizado em parceria, pela Comissão de Promoção da Igualdade, Diversidade e Não Discriminação (Iguais) do TRE-RJ e pelo movimento Mulheres Negras Decidem (MND). Entre os temas a serem abordados nas palestras estão desinformação, registro de candidatura, fiscalização da propaganda, financiamento de campanha, prestação de contas eleitorais, uso da inteligência artificial no contexto eleitoral e violência política de gênero.

Autismo

Pessoas com transtorno do espectro autista poderão ingressar e permanecer em qualquer lugar, público ou privado, com alimentos para consumo próprio e utensílios de uso pessoal. É o que determina o Projeto de Lei 1.379/23, de autoria dos deputados Marina do MST (PT) e Júlio Rocha (Agir), que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, na terça-feira (14), em segunda discussão. O texto segue para o governador Cláudio Castro, que tem até 15 dias úteis para sancioná-lo ou vetá-lo.

A norma cita a entrada em teatros, cinemas, bares e restaurantes, dentre outros. Para isso, será necessária a apresentação de laudo médico e/ou carteira de identificação que ateste a condição de pessoa com autismo. Ela também poderá apresentar o cordão girassol acompanhado do documento que comprove a condição, caso seja solicitado.

Waltinho

Waltinho da Ambulância confirmou que é pré-candidato a vereador em Barra Mansa pelo partido Agir. Atualmente trabalhando como coordenador de manutenção da UPA, ele pretende focar seu trabalho, caso seja eleito, na área da saúde.

Ele é primeiro suplente de vereador e chegou a ocupar uma cadeira no Legislativo entre outubro de 2023 e fevereiro de 2024.

LGBTQIAPN+

Em 2023, morreram de forma violenta no país 230 pessoas LGBTI, mostra dossiê publicado nesta semana pelo Observatório de Mortes e Violências LGBTI+ no Brasil. O número equivale a uma morte a cada 38 horas.

Dessas mortes, 184 foram assassinatos, 18 suicídios e 28 por outras causas, segundo o levantamento sobre a violência e a violação de direitos LGBTI+.

A sigla diz respeito a pessoas lésbicas, gays, bissexuais, travestis, mulheres e homens trans, pessoas transmasculinas, não binárias e demais dissidências sexuais e de gênero.

Rio em 2° lugar

Entre os mortos, 142, a maioria, é composta por pessoas transsexuais, em especial as mulheres trans e travestis. Foram mortos ainda 59 gays. Do total de vítimas, 80 eram pretas ou pardas, 70 brancas e uma, indígena.

O dossiê mostra ainda que, das vítimas, 120 tinham entre 20 e 39 anos de idade. Das mortes, a maioria foi por arma de fogo (70) e em período noturno (69). Dos suicídios, 11 foram de pessoas trans. O maior número de vítimas foi registrado em São Paulo (27), seguido por Ceará e Rio de Janeiro (24 mortes cada).

Ao considerar o número de vítimas por milhão de habitantes, o ranking da violência LGBTIfóbica é liderado por Mato Grosso do Sul, com 3,26 mortes por milhão; Ceará (2,73 mortes por milhão), Alagoas (2,56 mortes por milhão), Rondônia (2,53 mortes por milhão) e Amazonas (2,28 mortes por milhão). Foram contabilizadas mortes em todos os estados.

Boletos

Bancos e prestadores de produtos e serviços estão proibidos de cobrar taxa adicional pela emissão dos boletos de prestações e financiamentos. É o que determina a Lei 10.372/24, de autoria do deputado Márcio Canella (União), aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). O governador em exercício, Thiago Pampolha, sancionou a medida, publicada em edição extraordinária do Diário Oficial, nesta terça-feira (14).

O consumidor poderá exigir o desconto imediato dos valores acrescidos irregularmente para fins de pagamento somente do valor devido, não podendo ser recusado pelo credor ou instituição bancária o pagamento somente do valor principal da parcela ou prestação

You may also like

Leave a Comment

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996