domingo, 31 de maio de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Transmissão local do coronavírus é confirmada no estado do Rio de Janeiro

Transmissão local do coronavírus é confirmada no estado do Rio de Janeiro

Matéria publicada em 12 de março de 2020, 07:44 horas

 


Cientistas da Catalunha criou um medicamento para ajudar no combate ao novo coronavírus (crédito AB)

Rio de Janeiro – O Estado do Rio de Janeiro entrou no nível 1 do Plano de Contingência, por conta de registro confirmado do primeiro caso de transmissão local de coronavírus. Trata-se de um homem, de 72 anos, morador da cidade do Rio de Janeiro. A esposa dele, de 68 anos, também foi confirmada com a doença. Ao todo, são 15 casos, sendo 13 na capital. Ambos estão em isolamento domiciliar e apresentam estado de saúde estável.

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro prevê a disponibilidade de 206 leitos exclusivos para tratamento de casos graves de pessoas infectadas em hospitais espalhados pelas diversas regiões, incluindo unidades municipais e federais, além da rede estadual. Os outros dois casos confirmados foram registrados nas cidades de Niterói (1) e Barra Mansa (1).

“Este sãos os primeiros casos no estado de pacientes que não estiveram em países com transmissão comunitária. Como já havia alertado, estávamos esperando que isso acontecesse em breve. No entanto, ressalto que não há motivo para pânico”, alerta o secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos.

Plano de contingência

No mês passado, a SES elaborou e definiu um plano de contingência para enfrentar uma possível epidemia de coronavírus no Estado do Rio.

O plano tem a intenção de sistematizar ações e procedimentos de responsabilidade da esfera estadual de governo. Os demais níveis de acionamento (um, dois e três) são organizados de acordo com parâmetros epidemiológicos, como números de casos.

O primeiro objetivo estratégico do plano de contingência é intensificar medidas de segurança para conter a transmissão humano a humano, incluindo as infecções secundárias entre pessoas próximas e profissionais de saúde.

Caso uma pessoa apresente sintomas e sinais de doenças respiratórias, ela será identificada imediatamente, isolada e atendida da forma como preconizam a OMS e o Ministério da Saúde.

Os níveis

– Nível Zero – Casos importados notificados ou confirmados.

– Nível 1 – Transmissão local de coronavírus no estado do Rio de Janeiro.

– Nível 2 – Transmissão comunitária, que ativará outros leitos para assistência de casos graves.

– Nível 3 – Quando as ações e atividades orientadas para serem realizadas no nível 2 de ativação forem insuficientes como medidas de controle e para a organização da rede de atenção na resposta. Caso o surto chegue a esse nível, além de todas as unidades citadas anteriormente, será criado pela Secretaria de Estado de Saúde um hospital de campanha e as Forças Armadas serão acionadas. Haverá ainda a utilização de leitos em unidades especializadas, com a suspensão de cirurgias eletivas.

Medidas de prevenção

– Proteger nariz e boca ao espirrar ou tossir

– Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres e copos

– Lavar frequentemente as mãos, especialmente após espirrar ou tossir

– Utilizar álcool em gel nas mãos


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar

    Agora vai ser mais complicado de combater, pois encontra-se circulando nas ruas, se for tomar medidas como mundo a fora, como fechar cidades imagina se isso pegaria em nosso país, porque o povo não têm respeito por nada e é essa cultura que dificulta o combate, o fato é que essa gripe mata mais que a comum, os números indicam isso, veremos como será nosso país daqui a 3 meses.
    Pode ter certeza que muitos políticos aí, quem tá na ativa, pra quem é ex-preso, pra quem tá governando, irão se trancar em seus palácios e ver o povo sofrer da janela, enquanto com suas geladeiras cheias desfrutam dessa situação.

    • Avatar
      A verdade está lá fora

      É uma doença que mata os idosos!

      População jovem é assintomática ou tem sintomas muito leves, a não ser que tenha uma doença pré existente.

      Parece até vírus criado para eliminar idosos e doentes …

Untitled Document