terça-feira, 16 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Trilhas aliam destinos incríveis e atividade física

Trilhas aliam destinos incríveis e atividade física

Matéria publicada em 7 de agosto de 2018, 08:19 horas

 


Quem viaja em busca de natureza e aventura, encontra lugares pouco explorados que compensam o esforço da caminhada

A travessia cênica de 50 km, da Serra da Bocaina que passa por paraty, é famosa pela sua história e paisagens naturais
Foto: Wikimedia Commons

Os destinos brasileiros que oferecem atrativos naturais como opção de turismo são diversificados. Parte deles está intocada nos parques nacionais, serras, chapadas, matas e praias que preservam lugares incríveis, muitas vezes só alcançados depois de uma boa dose de aventura e alto gasto calórico. No turismo de natureza o esforço físico é recompensado com paisagens paradisíacas, mirantes, cachoeiras, praias desertas e lugares exóticos para o visitante como o esplendor do silencioso mundo das cavernas. Quem caminha entre os paredões e baixões da Serra da Capivara (PI), por exemplo, vai se deparar com pinturas rupestres que retratam o cotidiano do homem pré-histórico no Brasil.
No extremo norte, o Monte Roraima (RR), na tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana, é famoso pela caminhada de uma semana até um dos pontos mais altos do país com 2.734 metros de altitude. A experiência única leva o visitante ao monte sagrado do povo Yanomami. Caminhadas semelhantes são realizadas aos picos da Bandeira (ES) e das Agulhas Negras (RJ). Ainda no Rio de janeiro, a travessia de 30 km entre Petrópolis e Teresópolis é a preferida entre as muitas opções de trekking na Serra dos Órgãos, repleta de paisagens impressionantes.
Continuando no Sudeste, a Trilha do Ouro, na Serra da Bocaina, entre o Rio de Janeiro e São Paulo, é um antigo caminho colonial do século XVII para escoar ouro de Minas Gerais. A travessia cênica de 50 km é famosa pela sua história e paisagens naturais. Já o trajeto da Ponta da Joatinga, em Paraty (RJ), é um percurso de 20 km entre montanhas, praias desertas, cachoeiras e áreas preservadas de Mata Atlântica. A região ainda conta com a volta de 70 km percorrendo 20 praias em torno da Ilha Grande, na Baia de Angra dos Reis. Trilhas urbanas como as do Parque da Tijuca, na capital fluminense, levam o turista ao Cristo Redentor, no Pico do Corcovado, e ao Morro Dois Irmãos, com vista panorâmica de 360º da cidade e suas praias.
Para quem ama viajar e explorar a natureza, fazer trilhas é a rotina na Chapada dos Veadeiros (GO). Considerada Patrimônio Natural da Humanidade, a antiga região de garimpo de ouro e cristal é um destino turístico preservado que atrai do mochileiro aos que buscam conforto e requinte sem dispensar uma boa caminhada em direção as cachoeiras, dentro e fora do parque nacional. Aos atrativos naturais aliam-se a cultura regional e culinária típica do Cerrado e de povos quilombolas que, além da receptividade, enriquecem a experiência do visitante e deixam a sensação de que ainda tem muito mais para se conhecer e explorar no “coração” do Brasil. É o que ocorre também no Jalapão (TO), um dos cenários mais lindos e pouco visitado do país, onde cachoeiras cristalinas, fervedouros, chapadões e dunas compensam as dificuldades de acesso.
Na Bahia, todos os caminhos da Chapada Diamantina levam o turista a conhecer grutas, lagos e cachoeiras majestosas, entre elas, a da Fumaça, uma das maiores do Brasil. A trilha do Vale do Pati é uma das preferidas dos amantes do turismo de natureza e aventura. Durante a caminhada, entre três e seis dias, com diferentes níveis de dificuldade, é possível apreciar o relevo privilegiado, a diversidade da fauna e da flora local. Atrativos semelhantes são oferecidos na Chapada dos Guimarães (MT) e na Chapada das Mesas (MA). Já nos Aparados da Serra, na divisa do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, a caminhada se dá por cima e por dentro dos cânions com paredões de até 800 metros.
O Pantanal, nos estados do Mato Grossos e Mato Grosso do Sul, é outro destino repleto de trilhas que presenteiam o turista com a diversidade de animais, aves e plantas típicas da maior região alagada do planeta. A costa brasileira também oferece um mar de oportunidades para o turista se aventurar em caminhadas pelas belíssimas paisagens litorâneas: da Costa do Descobrimento, na Bahia, à praia do Cassino, no Rio Grande do Sul, essa com 200 km e considerada a maior do mundo em extensão. Outra trilha famosa atravessa os Lençóis Maranhenses com uma infinidade de lagoas e dunas que se formam ao sabor das chuvas e dos ventos.

* As informações são da Agência de Notícias do Turismo


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document