>
segunda-feira, 15 de agosto de 2022 - 16:44 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / UGB promove roda de conversa abordando os 100 anos da diocese de Barra do Piraí-Volta Redonda

UGB promove roda de conversa abordando os 100 anos da diocese de Barra do Piraí-Volta Redonda

Matéria publicada em 3 de junho de 2022, 14:47 horas

 


O evento foi promovido pela coordenação do curso de História da UGB(Centro Universitário Geraldo Di Biase) – Foto: Divulgação .

Volta Redonda- Na esteira das comemorações dos 100 anos da Diocese de Barra do Piraí-Volta Redonda, a coordenação do curso de História da UGB(Centro Universitário Geraldo Di Biase), promoveu na tarde  de quarta-feira, dia 1º, uma roda de conversa com a participação do professor Hugo Leonardo Borba, historiador; professora Quinina Fernandes Pinto, teóloga; Padre e Professor Paulo Sérgio da Silva, que é coordenador Diocesano de Pastoral e José Maria da Silva(Zezinho), coordenador do MEP(Movimento Ética na Política).

O professor Paulo Célio Soares, coordenador do evento mediou os trabalhos realizados ontem às 19h. Os expositores trabalharam em duas linhas. “A profa. Quininha, teóloga e Zezinho, educador popular destacaram a presença feminina e a sua participação na igreja dentro e fora dela. O Padre Paulo e professor Hugo, por sua vez destacaram a caminhada da Diocese e as movimentações provocadas nos governos de cada bispo”, Explicou Paulo Célio, elogiando a sinergia criada nas distintas abordagens.

Face feminina da Igreja

De acordo com José Maria da Silva, Zezinho, as mulheres ganharam especial atenção, exatamente pelos protagonismos delas dentro e fora da Igreja. “O Concilio Vaticano II e diferentes documentos da Igreja, em especial a partir do pastoreio de Dom Waldyr, e atualmente com a postura do Papa Francisco, afirmo que as mulheres têm estatuto especial de dignidade, dentro do cristianismo”, Destacou Zezinho com base em documentos da CNBB.

Para Quinina, teóloga e fruto da formação oferecida pela igreja, no período de Dom Waldyr Calheiros, ressaltou que o Concílio aflorou nele essa intuição e rompendo o que parecia ser um privilégio do clero, incentivou e apoiou a ida de um grupo de leigas a ir estudar Teologia no Rio de Janeiro. “Hoje nossa diocese possui um número considerável de pessoas que adentraram no mundo da Teologia e que servem à nossa igreja com maior conhecimento bíblico-teológico e, com discernimento e competência, colaboram na evangelização e nos trabalhos litúrgico-pastorais”, destacou a teóloga agradecida.

A ex-aluna do MEP, Raquel Mendes, que estuda no 7º período de história, comentou que a roda de conversa foi ótima, além de ser muito gratificante ter a oportunidades para conhecer a história regional da região.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document