Uma pessoa LGBTQIAPN+ morre a cada 38 horas no Brasil

População de travestis e mulheres trans é o segmento com mais vítimas

by Mayra Gomes

País – O Observatório de Mortes e Violências LGBTI+ no Brasil divulgou, nesta segunda-feira (13), o Dossiê de LGBTIFobia Letal, denunciando 230 mortes LGBTQIAPN+ no ano de 2023, uma média de uma morte a cada 38 horas. O Dossiê é divulgado anualmente desde 2021 e, segundo os autores da pesquisa, ainda existem muitos indícios de subnotificação dessas mortes.

De acordo com o documento, as principais causas dessas mortes são os assassinatos, que representam 80% dos casos, e suicídios, que somam cerca de 7%, além de outras causas. Travestis e mulheres transexuais lideram como as maiores vítimas. Gays, homens transexuais, pessoas transmasculinas, lésbicas e demais grupos aparecem em sequência.

O Dossiê traz ainda uma relação demográfica das mortes. São Paulo é o estado onde mais morrem LGBTQUIAPN+, seguido do Ceará e Rio de Janeiro. Ao considerar vítimas por milhão de habitantes, entretanto, o Mato Grosso do Sul lidera o ranking de mortes. No ano de 2024, em cinco meses, já foram registradas 61 mortes.

O Observatório de Mortes e Violências LGBTI+ no Brasil relatou, ao fim do Dossiê, a dificuldade em coletar dados no país. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Ministério da Saúde e outras instâncias governamentais não produzem dados oficiais acerca da violência e das mortes da população LGBTQIAPN+, o que torna muito complexa a pesquisa e coleta de dados, além de contribuir para a subnotificação em muitos casos.

No Brasil, um caso de violência ou morte contra a população LGBTQIAPN+ pode ser denunciado através do Disque 100, serviço de utilidade pública do Ministério dos Direitos Humanos. Qualquer pessoa pode realizar uma denúncia pela discagem direta de forma gratuita, possuindo ou não relação com a vítima.

You may also like

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996