sábado, 15 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Intervenção no Rio Slider / Universitários promovem trote solidário com doação de sangue

Universitários promovem trote solidário com doação de sangue

Matéria publicada em 22 de março de 2018, 10:00 horas

 


1º Trote Solidário Integrado de Volta Redonda visa salvar vidas; para doar sangue basta ter entre 16 e 69 anos, estar saudável e pesar mais 50 quilos

Trote: Universitários da UFF participam de trote solidário.

Trote: Universitários da UFF participam de trote solidário. (Foto: Divulgação)

Volta Redonda – Fazer o bem e salvar vidas, esse é objetivo de diversos universitários da região, que realizaram na manhã desta quinta-feira (22), a doação de sangue no Hemonúcleo anexo ao Hospital São João Batista. A ação conta com as universidades UGB e UBM,  com o apoio da coordenadoria Municipal da Juventude,  estudantes da UFF

A ação iniciada nesta terça-feira (20), segue até dia 29 de março. Segundo os organizadores, quase 160 pessoas entre calouros e veteranos estão participando. A campanha está sendo vista como um projeto de grande importância a ser inserido nas ações conjuntas entre as universidades em todo início de semestre.

“É muito importante envolver os jovens universitários da nossa cidade em ações voluntárias de ajuda ao próximo, os jovens querem ajudar, querem participar da construção de uma cidade melhor. As atléticas, os coletivos e os centros acadêmicos tiveram um papel fundamental na construção dessa ação, assim, com a União de todos vamos ajudando o Hemonucleo a regular o estoque de sangue e o NaC a arrecadar alimentos para as instituições assistidas”, – disse o coordenador municipal da juventude Luciano Campos.

A estudante de direito da UFF, membro do conselho do centro acadêmico e diretora da SolidUFF, Mirasol Maria Garcia Raposo, explica que o intuito do trote solidário é juntar os universitários para que eles possam fazer o bem.

– O nosso objetivo é salvar vidas e ajudar o próximo. Fizemos campanha online e na faculdade para mostrar para as pessoas a importância da doação. Com isso, buscamos mais parcerias com outras faculdades e outros grupos da UFF. Fazer o bem, esse é o nosso propósito, – explicou.

A estudante de engenharia de produção e presidente da Atlética UFF Aterrado (Anjo) Luiza Bezerra Tomaz, comenta sobre a sensação de fazer parte de uma ação tão importante.

– Essa campanha está dividida em três partes, no primeiro dia do trote fizemos a doação de alimentos, agora estamos realizando a doação de sangue e daqui uns dias vamos fazer uma visita ao asilo. É muito gratificante fazer parte disso, pois a nossa faculdade tem essa visão ampla de ajudar e acolher o próximo, – disse, explicando que a atlética em parceria com a SolidUFF, já realizou outras campanhas,

A Coordenadora do núcleo de hemoterapia de Volta Redonda Cristina Guimarães Santos, comenta que doar sangue é um ato de amor e que pode salvar várias vidas.

– O trote solidário, é uma ação que vem sendo idealizada durante vários anos dentro do núcleo. Uma coleta pode salvar até três vidas. É importante trabalhar essa ideia desde cedo com a juventude e já criar neles, a cultura de o quanto eles podem ajudar o outro ser humano.  Com o avanço da medicina, há muitos momentos que a transfusão de sangue realmente é a vida de uma pessoa – ressaltou.

Doação

Para ser um doador, é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 quilos, estar saudável, não ingerir alimentos gordurosos, não estar de jejum e apresentar documento oficial de identidade com foto (RG, CNH ou Carteira de Trabalho). Menores de 18 anos, os pais devem assinar um termo autorizando a doação.

 

 

 

 

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Louvável atitude. Melhor que ficar no transito pedindo esmola pra beber.

  2. ótima ideia!

  3. Bela atitude que isso
    se espalhe pelo país
    em vez de fazer os calouros
    passar por situação que os
    levem até a morte
    Meus parabéns

Untitled Document