quinta-feira, 20 de setembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Vacinação contra Sarampo e pólio ficou bem abaixo da meta do MS

Vacinação contra Sarampo e pólio ficou bem abaixo da meta do MS

Matéria publicada em 21 de agosto de 2018, 10:06 horas

 


Balanço parcial da vacinação mostra baixa adesão à imunização do público alvo. (crédito AB)

Rio – A SES (Secretaria Estadual de Saúde) alertou para baixa procura das vacinas contra poliomielite e sarampo, durante o Dia de D de Vacinação, no último sábado,18. Dados preliminares apontam cobertura de 33,39% para o sarampo e 31,94% para a pólio, percentuais bem abaixo da meta do Ministério da Saúde que é de 95%.

Até agora, foram aplicadas 259.335 doses contra a poliomielite e 271.038 contra o sarampo no Estado do Rio, mas a meta é imunizar cerca de 812 mil crianças até o fim da mobilização. Os dados de doses aplicadas são preliminares já que as informações são inseridas em sistema pelos municípios. A campanha nacional vai até o dia 31 de agosto e todas as crianças de um ano a cinco anos incompletos devem se vacinar, independente da situação vacinal.

Em 2017, no Estado do Rio, a cobertura vacinal contra o sarampo foi de 95% e contra a poliomielite foi de 86%, em crianças com um ano de idade.  Seguindo o Calendário Nacional de Vacinação do Ministério da Saúde, a recomendação para a proteção contra a poliomielite, é de 3 doses da VIP (Vacina Inativada Poliomielite) até 1 ano de idade.

A partir de um ano de idade até menores de cinco anos que já tiverem tomado uma ou mais doses da vacina, receberão a VOP (Vacina Oral Poliomielite), a famosa gotinha. Sobre o sarampo, essas crianças também receberão uma dose da vacina Tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba, independente da situação vacinal, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias.

Poliomielite

A vacina contra a poliomielite é segura e protege contra os dois sorotipos do poliovírus 1 e 3. Crianças com comprometimento imunológico devem ser avaliadas antes de tomar a vacina. De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil está livre da poliomielite desde 1990, portanto é fundamental que a população procure a vacina.

Sarampo

Este ano, 16 casos de sarampo foram confirmados no estado do Rio de Janeiro, sendo 13 na cidade do Rio, dois em Duque de Caxias e um em Niterói. A Secretaria Estadual de Saúde vem trabalhando em parceria com os municípios, inclusive realizando vacinação de bloqueio.

A proteção contra o sarampo faz parte das vacinas Tríplice Viral e Tetra Viral, disponíveis conforme calendário de vacinação do Ministério da Saúde para crianças e. entre 12.

Untitled Document