domingo, 20 de setembro de 2020 - 05:39 h

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Valença instala 200 cadeiras e cria protocolo para regular filas da Caixa Econômica

Valença instala 200 cadeiras e cria protocolo para regular filas da Caixa Econômica

Matéria publicada em 3 de maio de 2020, 15:24 horas

 


Ação visa reduzir o desconforto diante da espera nas, além de garantir odistanciamento recomendado pela OMS

Foto: divulgação

Valença – Uma ação da prefeitura no município de Valença espera acabar com as constantes aglomerações que vemocorrendo no entorno da agência da Caixa Econômica Federal, localizada noCentro.

Assim como em todo país, com o pagamento do Auxílio Emergencialpelo Governo Federal, centenas de pessoas tem buscado a agência bancária parasacar o benefício, resolver questões relacionadas ao cartão do Bolsa Família,além de resolver outras demandas. Com isso, o fluxo tem aumentandoconsideravelmente neste período de pandemia, desrespeitando as normassanitárias de 1,5m de distanciamento.

Buscando solucionar esse problema, equipes das Secretarias de Administração, Saúde e Turismo, além deagentes da Guarda Municipal, realizaram um mutirão neste domingo, dia 3, parafechar o acesso aos veículos e colocar 200 cadeiras ao longo da rua na PraçaVisconde do Rio Preto. As medidas serão realizadas em caráter experimental durantetoda a semana.

Segundo a Secretaria deAdministração, Denise Souza, as cadeiras visam dar maior conforto para osusuários que necessitam esperar o atendimento, além de preservar a segurançadas pessoas com o distanciamento de dois metros entre os assentos, estandoacima do recomendado pela Organização Mundial da Saúde.

“Esse trabalho vem de uma mobilização de várias equipes da prefeitura, onde criamos um protocolo deatendimento para regular e coordenar as filas da Caixa Econômica Federal. Aprincípio serão 200 cadeiras, posicionadas na sombra das árvores, para dar umpouco mais de conforto para as pessoas. Ainda podemos ampliar esse número, casoseja necessário. A guarda municipal irá realizar o trabalho de fiscalização esegurança para que o protocolo seja respeitado”, afirmou DeniseSouza.

Segundo a prefeitura, alémdas cadeiras, o Túnel de Assepsia segue funcionando na porta da agência,garantindo a higienização dos clientes. O uso da máscara é obrigatório.
“Esse é nosso segundotúnel. O primeiro está na Rua dos Mineiros. Em breve teremos outros dois, osquais serão colocados nas duas rodoviárias”, afirmou a Secretaria deSaúde, Soraia Graça.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

6 comentários

  1. Avatar

    Parabéns a prefeitura pelo respeito ao povo neste momento conturbado. Reprovável o desrespeito com o idealizador o qual não foi mencionado nos créditos . Parabéns pela idéia usurpada Professor Átila de Faria.

  2. Avatar

    NADA SERVE! DEIXA EM PÉ RECLAMAM DA FILA E QUE AS PESSOAS ESTÃO COLADAS UMAS NAS OUTRAS. PÕE CADEIRA RECLAMAM QUE VAI SER FOCO DE TRANSMISSAO DO VIRUS. ENGRACADO QUE NÃO SE VÊ NINGUEM TRAZER SOLUÇÃO ALGUMA. SO CRITICAS.O PROBLEMA JA TEMOS. E QUAL E A SOLUCAO RAZOÁVEL ?

  3. Avatar

    Poderiam dar lanche.
    Um pão com manteiga que fosse com café com leite e água…
    E colocar banheiro químico do lado de fora.

  4. Avatar

    Se cada um tentar se sensibilizar com o problema alheio, podemos de alguma forma amenizar a dor do outro.

    A vantagem da cidade pequena é essa, o cidadão se envolve com a comunidade a que se sente pertencente.

    Cidade grande é boa pra rico.

    No interior as pessoas são mais valorizadas como pessoas, sem falar que moradia e educação são mais acessíveis.

    • Avatar

      Cadeiras se tornarão objetos de transmissão,onde todos sentam. Infeliz idéia,só poderia vir mesmo dessa cidade

    • Avatar

      Cada um leva álcool, desinfetante com um paninho e passa antes de sentar .
      Leva de casa…
      Ou vai dizer que as pessoas não sentam mais e vão ser atendidas em pé lá dentro…
      Coloca a disposição álcool em gel , uma pia móvel.

Untitled Document