>
quarta-feira, 6 de julho de 2022 - 04:08 h

TEMPO REAL

 

Capa / manchete2 / Vasco comemora ‘equilíbrio’ do elenco

Vasco comemora ‘equilíbrio’ do elenco

Matéria publicada em 19 de março de 2015, 17:57 horas

 


Plantel foi montado às pressas, com os dirigentes usando o conhecimento junto a alguns empresários

 

União: Aos poucos Vasco está conseguindo mostrar padrão de jogo e lidera o Campeonato Estadual (Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.br)

União: Aos poucos Vasco está conseguindo mostrar padrão de jogo e lidera o Campeonato Estadual (Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.br)

Rio  –

A diretoria do Vasco encontrou dificuldades para montar o atual elenco e pouco se esperava do time, que atualmente surpreende com a liderança do Campeonato Carioca, com 26 pontos em dez rodadas. Isso porque, no início do ano, com a mudança na presidência, Eurico Miranda assumiu o posto de Roberto Dinamite e teve pouco tempo para trabalhar.
O plantel foi montado às pressas, com os dirigentes usando o conhecimento junto a alguns empresários e também com o apoio do técnico Doriva. Jovens como o meia Jhon Cley e o atacante Thalles e jogadores que ainda buscam o nome no esporte, como o lateral-direito Madson, contratado junto ao Bahia, ganharam a companhia de alguns reforços mais experientes, como o volante Serginho, o meia paraguaio Julio dos Santos e o atacante Gilberto.
Medalhões que já estavam no elenco, como o zagueiro Rodrigo e o volante argentino Pablo Guiñazu ajudaram na recepção, que teve em Dagoberto, atacante contratado junto ao Cruzeiro, o reforço de maior impacto.
– Hoje o Vasco conta com um elenco bem equilibrado e isso é muito importante. Temos jogadores experientes, que sabem o que fazer em cada momento de um jogo e da competição. Acho que isso tem sido importante nesta nossa campanha, pois mesmo quando o resultado não acontece a gente consegue manter o equilíbrio e buscar a reação na partida seguinte – disse Serginho.
O zagueiro Rodrigo concorda com o companheiro.
– O Vasco está com jogadores mais experientes agora. Peças que chegaram ao longo desses três meses e que estão contribuindo para tornar o time e o próprio plantel mais equilibrados. Jogadores comprometidos com o clube e que sabem o que representa para o time fazer uma boa campanha ao longo de toda esta temporada. Isso tem sido fundamental para estarmos na liderança – disse Serginho.
Na visão de Madson, todos no grupo estão se dando muito bem.
– Estamos satisfeitos porque temos um bom ambiente dentro do clube, com todos se apoiando, independentemente da disputa por posição. O Vasco é que tende a ganhar com isso, pois o clube conseguiu montar um elenco de jogadores que estão dispostos a fazerem tudo dentro de campo por vitórias e para a conquista dos títulos que a torcida sempre deseja – disse o lateral.
Dentro de campo Doriva deverá confirmar nesta sexta-feira, em treino previsto para a parte da manhã, em São Januário, a escalação para o clássico contra o Flamengo, neste domingo, às 18h30(de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.
A única mudança deverá ser o retorno de Rodrigo, que cumpriu suspensão na goleada de 5 a 1 sobre o Nova Iguaçu, à zaga, o que deixará Anderson Salles mais uma vez como opção no banco de reservas.
Sendo assim o Cruz-Maltino deverá atuar neste domingo com o seguinte time: Martín Silva, Madson, Luan, Rodrigo e Christiano; Serginho, Pablo Guiñazú, Julio dos Santos, Jhon Cley e Dagoberto; Gilberto. Neste sábado o plantel participa de um recreativo, também em São Januário, na parte da manhã e depois começa o período de concentração para o clássico.

TCU aperta o Vasco

O Tribunal de Contas da União (TCU) está em processo de verificação da regularidade do patrocínio da Eletrobras ao Vasco. O órgão determinou a abertura de uma investigação, além de esclarecimentos do clube carioca sobre o recebimento de recursos públicos devido ao contrato com a empresa estatal de energia elétrica.
Segundo acórdão divulgado pelo TCU à reportagem da Gazeta Esportiva.net, o objetivo é colher informações sobre a “não apresentação de prestações de contas dos recursos recebidos, não comprovação da manutenção de sua regularidade fiscal, ao longo da execução, utilização de recursos recebidos para o pagamento de dívidas de natureza trabalhista, previdenciária e civil, contraídas anteriormente à celebração do contrato e não comprovação da aplicação dos recursos recebidos nas estritas finalidades pactuadas no contrato”.
O órgão esclareceu que o documento não determina a punição do Vasco com multas ou recolhimentos de débito. Por enquanto, o TCU busca apenas esclarecimentos por parte do clube alvinegro em relação aos aspectos citados acima.
O patrocínio com a Eletrobras foi fechado em dezembro de 2008, na gestão do presidente Roberto Dinamite. O vínculo era válido até o dia 19 de julho de 2013, mas acabou sendo rompido em 7 de fevereiro do mesmo ano. Na rescisão, o clube ainda foi multado por descumprimento de cláusulas do contrato.
A verificação da regularidade de patrocínios da empresa estatal de energia feita pelo TCU não se limita ao Cruz-Maltino. O órgão também investiga o contrato da Eletrobras com a Liga das Escolas de Samba de São Paulo.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. marco Aurélio de paiva

    Eu adoro diário do vale com ele eu fico pordentro da notícia que acontece na cidade e região.

Untitled Document