quarta-feira, 16 de junho de 2021 - 14:24 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Vasco empata com o Caracas e avança às oitavas da Sul-Americana

Vasco empata com o Caracas e avança às oitavas da Sul-Americana

Matéria publicada em 5 de novembro de 2020, 00:30 horas

 


Caracas – O Vasco empatou em 0 a 0 com o Caracas (VEN), na quarta-feira (04, no Estádio Olímpico de la UCV e garantiu vaga nas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Agora, o Cruzmaltino encara o Defensa y Justicia (ARG), que eliminou o Sportivo Luqueño (PAR).

O próximo compromisso do Gigante da Colina será diante do Palmeiras, no domingo (08), às 16h, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro.

Jogo

A primeira tentativa do Vasco foi aos 4 minutos. Andrey arriscou o chute da intermediária, mas mandou sem direção. Aos 7, Benítez recebeu na esquerda e tentou o cruzamento para Tiago Reis, mas a zaga afastou. Aos 10, Benítez tentou a tabela com Carlinhos na área, mas a defesa foi bem e conseguiu afastar. Um minuto depois, o Vasco trabalhou muito bem a bola no campo de ataque e Tiago Reis cabeceou bonito para abrir o placar, mas a arbitragem anulou alegando impedimento.

Após os 15 minutos iniciais, o ritmo caiu um pouco e o adversário teve um pouco mais a bola. O Vasco voltou a assustar aos 32. Benítez tentou um cruzamento que tomou a direção do gol e quase surpreendeu o goleiro. Aos 39, Pikachu deixou Carlinhos na boa. O meia tentou o chute de primeira e obrigou o goleiro a fazer excelente defesa.

O Gigante voltou com tudo na segunda etapa. Logo no primeiro minuto, Neto Borges fez boa jogada pela esquerda e tocou para Carlinhos, que bateu de primeira, por cima do gol. Aos 16, Pikachu recebeu de Colo Gil e tentou o cruzamento para Tiago Reis, mas o goleiro se antecipou e fez boa defesa. Aos 19, Carlinhos arrancou pela direita e tentou o passe para Benítez, mas faltou força. Aos 22, Benítez cobrou falta buscando Leandro Castan na área, mas a defesa chegou antes e salvou o Caracas.

Aos 28, o técnico Ricardo Sá Pintou colocou Marcos Júnior, Talles e Vinícius em campo. Pouco depois, foi a vez de Ribamar. O time ganhou fôlego e buscou o gol nos contra-ataques. Aos 39, Neto Borges chegou bem pela esquerda, cruzou para Ribamar, que brigou. A bola sobrou para Pikachu, que bateu forte e quase marcou. Aos 46, Pikachu recebeu na cara do gol, driblou o marcador e foi derrubado, mas o árbitro nada marcou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Notícias sobre esse timinho de várzea não deveriam ser publicadas por esse jornal.

Untitled Document