terça-feira, 23 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Vila dos Remédios terá rede coletora de esgoto ampliada

Vila dos Remédios terá rede coletora de esgoto ampliada

Matéria publicada em 24 de setembro de 2018, 17:44 horas

 


Rodrigo Drable assina com Agevap termo de cooperação para serviços no distrito de Floriano

Termo assinado pelo prefeito vai permitir realização de obras importantes em Floriano – Foto: Chico de Assis

Barra Mansa – O prefeito de Barra Mansa, Rodrigo Drable, assinou na manhã desta segunda-feira (24), o termo de cooperação técnica com a Agevap (Associação Pró-gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul) visando à realização de ações conjuntas de atividades para a construção da rede coletora de esgotamento sanitário na Vila dos Remédios, no distrito de Floriano.
O município foi contemplado com a verba de R$1,5 milhão. A contrapartida da prefeitura é de 40% deste total. Assim, o município assume a responsabilidade financeira da ordem de R$ 600 mil e o comitê, os outros R$ 900 mil.
A cerimônia ocorreu no gabinete do Executivo e teve a participação de integrantes do Ceivap (Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul), do diretor executivo do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), Fanuel Fernando, do secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Carlos Roberto de Carvalho, do vereador Wellington Pires, do presidente da Associação de Moradores de Floriano, Anderson Gansinho, moradores da localidade, além de servidores da autarquia.
De acordo com André Luis de Paula Marques, diretor-presidente da AGEVAP – Associação Pró-gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul, os recursos são provenientes do Protratar (Programa de Tratamento de Águas Residuais).
– Os 184 municípios dos Estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro que compõem a Bacia do Rio Paraíba do Sul tiveram a oportunidade para se inscreverem no projeto, no entanto, apenas 16 apresentaram propostas, e Barra Mansa foi um deles. Quero parabenizar a equipe do Saae pela dedicação na elaboração do projeto, que certamente vai promover a melhoria na qualidade de vida dos moradores da localidade – ressaltou André Luis.
Ele ainda explicou que para tratar toda a Bacia do Rio Paraíba do Sul seriam necessários em torno de R$ 40 bilhões. Este ano, o Ceivap está liberando R$ 20 milhões para os municípios que apresentaram projetos e foram selecionados pela entidade. Nos próximos anos, a verba será perene, no valor de R$ 10 milhões.
Na ocasião, Rodrigo Drable comentou a respeito da importância da cooperação, mas citou as dificuldades enfrentadas pela administração municipal.
– A nossa expectativa enquanto prefeito é muito diferente da realidade. As dívidas encontradas somam três vezes o valor projetado, acarretada pela má gestão do dinheiro público, a devolução de recursos para o Governo Federal e as obras inacabadas, além dos contratos vencidos e aqueles sem pagamento. Hoje temos um orçamento anual de R$ 470 milhões/ano, sendo que 75% deste valor são destinados a folha de pagamento. Isso tem deixado nossas ações limitadas. Temos que priorizar se asfaltamos as vias públicas ou abastecemos com remédios os postos de saúde ou ainda se adquirimos as bombas que vão abastecer com águas as residências da nossa cidade. Especificamente, no caso de Floriano, o Fanuel tem um grande desafio pela frente, que é não somente coletar o esgoto da Vila dos Remédios, mas resolver problemas de ordem estrutural. O nosso nível de comprometimento com Barra Mansa é muito grande, por isto tenho a certeza que vamos dar conta de resolver essa situação – disse o prefeito.
O diretor do Saae afirmou que Barra Mansa vai cumprir os cuidados com o saneamento básico, enquanto o secretário de Meio Ambiente avaliou que o termo de cooperação representa uma avançada conquista para o município. O presidente da Associação de Moradores de Floriano também frisou a importância da ação. “Na Vila dos Remédios ainda têm casas com fossas e outras com esgoto a céu aberto. Essa obra será de muito valor para nós, moradores”, destacou.
Os recursos para a realização da obra serão liberados, parceladamente, pela Caixa Econômica Federal a cada etapa cumprida. A perspectiva é de realizar a licitação para a contratação da empresa executora dos serviços nos próximos meses.
O termo de cooperação tem prazo de dois anos, podendo ser prorrogado desde que devidamente justificado.

A ETE

A Estação de Tratamento de Esgoto entrou em operação em 2007, tratando o esgoto dos moradores do núcleo de Floriano. Já na época da sua inauguração, os moradores da Vila dos Remédios questionavam as razões de sediar a unidade, sem no entanto, serem beneficiados.
A partir das obras de instalação das redes coletoras será possível continuar atendendo cerca de famílias de Floriano e os moradores da Vila dos Remédios em sua totalidade. Assim, o distrito terá 100% de esgotamento sanitário tratado, contribuindo para a preservação das águas do Rio Paraíba do Sul.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document