sexta-feira, 20 de setembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Volta Redonda deve gerar 3 mil vagas nos próximos trimestre, diz CDL

Volta Redonda deve gerar 3 mil vagas nos próximos trimestre, diz CDL

Matéria publicada em 2 de outubro de 2018, 17:34 horas

 


Volta Redonda deve gerar quase 3 mil vagas temporárias neste último trimestre do ano nos setores de varejo e serviço. Essa expectativa de crescimento da economia está relacionada ao aumento de vendas com a proximidade do Natal, o melhor período de vendas para o comércio. Segundo dados apresentados pelo Serasa Experian, o crescimento no primeiro semestre desse ano foi de 6,3%, se comparado a 2017.

E a Central de Empregos da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-VR) é um dos serviços mais usados pelas empresas para selecionar os candidatos a essas vagas. O serviço é oferecido pelo site www.cdlvr.org.br, onde as vagas são disponibilizadas pelas empresas e os interessados podem fazer seus cadastros. A divulgação dessas oportunidades é feita nas redes sociais da CDL-VR, Facebook e Instagram. Após receber os currículos via internet, uma psicóloga especializada em Recursos Humanos realiza a triagem de acordo com o perfil das vagas. Um serviço simples e que tem ajudando a dezenas de empresas a contratarem novos funcionários.

O objetivo da CDL-VR com a disponibilização desse serviço aos associados é dar suporte para as contratações, com uma profissional especializada, o que ajuda na redução de custos e também prejuízos para os empresários. Segundo a instituição, a contratação sem uma avaliação qualificada da mão de obra pode resultar em prejuízo para a empresa. De acordo com o presidente da CDL-VR, Adriano Santos, um trabalhador que não tem o perfil para o comércio pode acabar afastando o cliente da loja.

“Não é fácil encontrar pessoas capacitadas e preparadas para o atendimento ao público, porque vai além de querer um emprego, é preciso ter dom para lidar no dia a dia com os mais variados tipos de pessoas, gostos e comportamentos. Por isso, saber identificar quem tem esse potencial de entender o cliente, saber oferecer o produto que ele quer e estar disposto a se dedicar a vender é vital para a sobrevivência de um comércio. Não dá mais para contratar porque alguém indicou é preciso ter uma leitura técnica desse candidato para reduzir os erros na hora de formar uma equipe”, afirmou Adriano.

Psicóloga alerta empresas sobre prazo para fazer seleção
Quem realiza esse trabalho na Central de Empregos é a psicóloga Fabiana Inácio. Segundo ela, é importante que os lojistas já comecem a se preparar antes e realizar essas contratações com antecedência para que se tenha um treinamento e a qualidade seja maior. “Os novos contratados precisam ser preparados, conhecer o produto com o qual vão trabalhar, se integrar à equipe e entender o funcionamento da empresa. Por isso, quanto antes for feita a seleção mais sucesso na contratação, até, porque, caso um contratado não se adeque, é possível fazer uma nova seleção”, disse.

Fabiana também deu dicas do perfil esperado pelas empresas, especialmente, nesse período de final de ano. “As empresas sempre esperam um profissional responsável, pontual, que goste de lidar com o público e que, principalmente, goste de trabalhar. Esse período é muito bom para contratações”, contou.

CONTRATOS TEMPORÁRIOS
As contratações temporárias têm leis específicas para o trabalhador. Alguns dos direitos desses trabalhadores são: remuneração compatível com a vaga; limite para a jornada de trabalho; repouso semanal remunerado e registro em Carteira de Trabalho, entre outros. O contrato pode ser de até nove meses, no máximo.

 

Foto: (CDL)


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document