terça-feira, 27 de julho de 2021 - 21:49 h

TEMPO REAL

 

Capa / Saúde / Volta Redonda já aplicou mais de 140 mil doses da vacina contra Covid-19

Volta Redonda já aplicou mais de 140 mil doses da vacina contra Covid-19

Matéria publicada em 21 de junho de 2021, 12:24 horas

 


Cobertura vacinal está acima de 90% em pessoas com mais de 60 anos

A previsão, segundo a secretaria de Saúde, é que até julho pessoas com 45 anos sem comorbidades sejam vacinadas – Foto: Divulgação PMVR.

Volta Redonda- Segundo dados do Ministério da Saúde, o município de Volta Redonda já aplicou mais de 140 mil doses da vacina contra a Covid-19, atingindo uma cobertura vacinal acima de 90% em pessoas com mais de 60 anos.

Os balanços mostram que pessoas com 80 anos e mais tiveram cobertura vacinal de 93,3%; de 75 a 79 anos (98,8%); de 70 a 74 anos (99,0%); de 65 a 69 anos (95,0%); e de 60 a 64 anos (91,7%).

Além da faixa etária de idosos, Volta Redonda também se destacou na cobertura vacinal nas demais faixas etárias na imunização de pessoas com comorbidades, deficiências, profissionais de Saúde, Educação e Transporte.

Conforme números elencados pelo Ministério da Saúde, a cobertura vacinal de pessoas de 50 a 59 anos (43,5%); 40 a 49 anos (28,9%); 30 a 39 anos (23,2%); 20 a 29 anos (17,7%) e menor de 20 anos (1,1%). Nestes casos, são pessoas vacinadas com comorbidades, funcionários da rede de Saúde, da Educação e outros grupos considerados prioritários.

O balanço do Ministério da Saúde, não leva em conta os últimos dias de vacinação em Volta Redonda. Os percentuais estarão ainda melhores nas últimas medições. Atualmente, Volta Redonda segue na vacinação por idade após ter aderido ao Calendário Único de Imunização do Governo do Estado. Nesta segunda-feira (21), o município ampliou a vacinação para pessoas acima de 54 anos.

A previsão, segundo a secretaria de Saúde, é que até julho pessoas com 45 anos sem comorbidades sejam vacinadas junto com ao último grupo a ser priorizado conforme o PNI (Plano Nacional de Imunização) do Ministério da Saúde, que será o de trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos. Isso, no entanto, depende sempre da chegada regular de novas doses das vacinas.

“Temos capacidade de vacinar muito mais pessoas do que estamos hoje, mas o aproveitamento deste potencial depende da chegada de vacinas. Para baixar as idades, temos de receber mais vacinas”, disse a secretária de Saúde de Volta Redonda, Maria da Conceição de Souza Rocha.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. E é a cidade onde mais se morre de Covid

  2. Show, mas vamos colocar nossos adolescentes nessa lista.

    Prefeitura do Rio já colocou.

    Tenho um filho adolescente com comorbidades, ano passado ficou em casa no 1 ano do médio, esse ano pelo visto também ficará, ano que vem é o último ano antes do vestibular.

    É um bom aluno, mas ensino remoto não é a mesma coisa, perde-se muito.

    Ele é sossegado, pois sabe dos riscos que corre.

Untitled Document