domingo, 21 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Volta Redonda no carnaval carioca 2019

Volta Redonda no carnaval carioca 2019

Matéria publicada em 10 de outubro de 2018, 09:00 horas

 


Compositor voltarredondense está entre os finalistas do concurso para o samba enredo da Mangueira do próximo carnaval

Pelo quarto ano consecutivo Márcio Antônio Salviano, o Márcio Bola, morador de Volta Redonda, participa do concurso para a escolha de samba enredo do G.R.E.S. Estação Primeira de Mangueira, escola de samba tradicional do Rio de Janeiro. Para este ano a Verde e Rosa escolheu como tema “História para ninar gente grande”, do carnavalesco Leandro Vieira para contar o lado não oficial de personagens e da história do Brasil.

Márcio é frequentador assíduo da escola de samba, e que tem um carinho imenso pela Mangueira. Ele já compôs sambas para blocos de Volta Redonda e Barra Mansa, quando a oportunidade de entrar na parceria de samba enredo no Rio apareceu ele aceitou. Em 2016 o compositor também foi finalista, mas não venceu.

– A disputa na Mangueira, no meu caso, não é só oportunidade, é o sonho de qualquer compositor de samba enredo ter seu samba cantado na Marquês de Sapucaí. Conseguimos chegar à final mais uma vez – diz.

Além de Márcio Bola, fazem parte do grupo de compositores outros dois voltarredondenses, Silvio Mama e Ronie Oliveira, que se juntaram aos cariocas Deivid Domênico, Tomaz Miranda e Danilo Firminio.

– Assim que o carnavalesco cria o tema, autoral, a ala de compositores da escola inicia o processo de concepção do samba. Nós nos juntamos com esse propósito e conseguimos criar uma composição que além de contar os fatos históricos, inserimos personagens como Marielle Franco e outras mulheres históricas importantes para o país. O samba conta a história que a história não conta. – conta.

De acordo com a sinopse, o enredo 2019 traz um olhar possível para a história do Brasil. Uma narrativa baseada nas “páginas ausentes”. Se a história oficial é uma sucessão de versões dos fatos, o enredo que proposto pela direção da escola é uma “outra versão”.

Ainda segundo Márcio Bola, o samba traz como título o mesmo do enredo “História para ninar gente grande”.

– O concurso contou com 16 sambas, todos com o mesmo título, que foram eliminados, um a um, sempre aos sábados, desde o dia 1º de setembro. Cada segmento da escola vota nos melhores sambas e assim para este sábado ficaram apenas três – explica.

Márcio se diz confiante, principalmente pelo fato da composição que participou tratar de temas tão atuais.

– Nosso samba conta do descobrimento até hoje, inserindo os heróis forjados e os escondidos. Como já disse nós citamos diversos personagens, entre ele a Marielle Franco, e isso deu um destaque para a nossa composição. Estamos muito confiantes, esperamos ser consagrados neste sábado – finaliza.

 

 

Samba enredo G.R.E.S. Estação Primeira de Mangueira 2019

“História para ninar gente grande”

Compositores: Deivid Domênico, Tomaz Miranda, Mama, Marcio Bola, Ronie Oliveira E Danilo Firmino

Intérpretes: Wantuir e Cacá Nascimento

 

Brasil, meu nego

Deixa eu te contar

A história que a história não conta

O avesso do mesmo lugar

Na luta é que a gente se encontra

 

Brasil, meu dengo a mangueira chegou

Com versos que o livro apagou

Desde 1500 tem mais invasão do que descobrimento

Tem sangue retinto pisado

Atrás do herói emoldurado

Mulheres, tamoios, mulatos

Eu quero um país que não está no retrato

 

Brasil, o teu nome é Dandara

Tua cara é de cariri

Não veio do céu

Nem das mãos de Isabel

A liberdade é um dragão no mar de Aracati

 

Salve os caboclos de julho

Quem foi de aço nos anos de chumbo

Brasil, chegou a vez de ouvir as Marias, Mahins, Marielles, Malês

 

Mangueira, tira a poeira dos porões

Ô, abre alas pros teus heróis de barracões

Dos Brasis que se faz um país de Lecis, Jamelões

(são verde- e- rosas as multidões)

Mangueira, tira a poeira dos porões

Ô, abre alas pros teus heróis de barracões

Dos Brasis que se faz um país de Lecis, Jamelões

 

Por: Gabriela Batista – gabrielabatista@diariodovale.com.br


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Carnaval tinha que acabar. Não ia fazer falta nenhuma pro país.

  2. Vai perder.

  3. Fernandão do Calipa

    Vamos lá Bola. Arrebenta muleke.Esse ano é teu.

    To aqui em Fortaleza -CE torcendo por você meu brother.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document