Volta Redonda terá novas atrações no pós-pandemia

by Diário do Vale

Obras do Jardim Botânico de Volta Redonda têm previsão de entrega para o último trimestre de 2020
(Foto: Secom/VR)

Volta Redonda – Depois da pandemia, o morador de Volta Redonda e os visitantes terão novas opções para passeios na cidade, com o diferencial de serem locais para entrar em contato com a natureza, de modo bem diferente do estilo de vida “indústria, shopping e asfalto” que hoje faz a imagem da cidade. Neste especial de aniversário, o DIÁRIO DO VALE mostra três lugares para se visitar, depois da pandemia:

Zoo Municipal

Volta Redonda já conta há muitos anos com seu zoológico, mas a reforma que foi feita recentemente, e que ainda não pode ser plenamente usufruída por causa da pandemia, vai torná-lo ainda mais interessante.

Uma das novidades é o Recinto de Imersão, que eleva ao máximo o papel do Zoológico Municipal de aproximar a população da natureza, principalmente as crianças. Entusiasta desse recinto, o prefeito Samuca Silva aprovou a sensação de estar ao lado dos animais sem grades e telas entre eles. “Esta reforma tornou o zoo mais moderno, alinhado com os preceitos dos novos zoológicos pelo mundo. Tenho um carinho enorme pelo lugar e tenho certeza que é um sentimento compartilhado por toda população. Não vejo a hora de as pessoas conferirem a renovação do local”, falou.
Entre as regras para entrar no recinto estão: a visita será sempre acompanhada de um monitor, o número de pessoas por imersão é limitado, não pode entrar com bolsa e nem portando comida, não é permitido uso de flash para fotos e também será controlado o barulho. “É importante ressaltar que há um circuito pré-determinado, com guarda-corpo, para os visitantes percorrerem”, avisou o secretário, lembrando que o Recinto de Imersão também é adaptado para cadeirantes.

Parque Natural

Construído por uma empresa privada, como compensação por um projeto imobiliário, o Parque Natural de Volta Redonda tem praças com mesas e bancos, aparelhos de ginástica funcional e playground; mirantes; anfiteatro; sede administrativa e portal de acesso; tudo construído com eucalipto certificado; além de locais reservados para os visitantes plantarem árvores, duas quadras de vôlei e futvôlei, dois lagos e trilhas radicais. O acesso às áreas de convivência é garantido por cerca de cinco quilômetros de vias dentro do parque.

Jardim Botânico

As obras de construção do Jardim Botânico de Volta Redonda têm previsão de entrega para o último trimestre de 2020. Atualmente, 90% do aterro já está concluído e 70% da construção de meios fios e bancos já foi feita. Em julho começará a parte de instalação hidro sanitárias da área da churrasqueira e jardim. E, por fim, será feita a instalação dos equipamentos, mobiliários e o plantio das árvores e mudas.

A transformação da Ilha São João inclui a construção de lago, fonte, pista de caminhada, parquinho e estrutura para churrasco. Tudo de graça para a população e com total acessibilidade.
O Jardim Botânico será dividido em vários setores: Caatinga, Cerrado, Amazônia, Mata Atlântica, com árvores e espécies de todo o mundo. O parque infantil terá brinquedos adaptados para PCD (Pessoas com Deficiência), assim como no Zoológico Municipal. O projeto ainda prevê relocação da área dos cavalos, mantendo as dimensões oficiais da pista, garantindo a possibilidade de futuras competições.

You may also like

20 comments

lanuza 20 de julho de 2020, 09:36h - 09:36

onde é esse parque natural que ninguém faz ideia onde é?

Fofoqueiro 20 de julho de 2020, 22:32h - 22:32

Do lado do condomínio, na altura da Casa de Portugal, Panco, perto do futuro polo metalmecanico.

Edival 18 de julho de 2020, 16:50h - 16:50

Proibir fotografias e absurdo, no passado levei meus netos tirei varias fotos como muitas pessoa, ótima recordação..

Sul Flu 18 de julho de 2020, 13:10h - 13:10

e sem falar no vale dos puris e ingá !! estou maravilhado com essa nova cara de VR ! Parabens mesmo VR merecia isso !!!

Emir Cicutiano 18 de julho de 2020, 18:34h - 18:34

O Ingá é subaproveitado. Uma área muito maior que a Cicuta, totalmente dentro do município de VR, mas desconhecida da população e negligenciada pelo governo…

Eu acho que daqui a alguns anos vai acontecer com o Samuca o que aconteceu com o Wanildo. Execrado, com suas obras em descrédito, mas que vão se revelar estruturantes e fundamentais lá na frente…

Sem Nome 19 de julho de 2020, 22:33h - 22:33

Quais obras do Wanildo foram relevantes e desacreditadas? Tô perguntando por curiosidade. Lembro perfeitamente apenas do governo do Baltazar pra frente.. meados de 1992.

Sem Nome 19 de julho de 2020, 22:37h - 22:37

Em tempo.. o Ingá é realmente gigante. Creio que sua localização após o Santa Cruz, região periférica e longe, faz com que seja deixado de lado.. reduz o apelo.. a Cicuta “é” na Vila, da uma gourmetizada.. Pena que seja assim.. que essa realidade mude. Ingá tem pontecial!

Emir Cicutiano 21 de julho de 2020, 18:25h - 18:25

Pense no viaduto dos Correios, do Santo Agostinho, do JK, na Biblioteca Municipal e na drenagem da Getúlio Vargas (que inundava vários dias todo verão). Na época disseram que era dispêndio de dinheiro, mas mal bastaram 05 anos para se perceber a efetividade dessas obras….

Sem Nome 22 de julho de 2020, 20:19h - 20:19

Eu não sabia que esses três viadutos foram feitos no governo do Wanildo.. tenho uma vaga lembrança da região do JK sem o viaduto, mas sem detalhes. Lembro da duplicação do Nossa Senhora das Graças e, posteriormente, da construção do braço que o liga à 393.

Me interesso por esse assunto. Quando anunciaram uma ligação da Av. Integração com a pista de cima na altura da pracinha do Jardim Amália 1, e toda uma nova avenida no Aterrado onde é um córrego, até o Aero por uma nova ponte no Paraíba, eu tinha achado muito interessante o projeto. Tinha tb um viaduto no grande trevo do batalhão, eliminando os semáforos.

Sabe onde encontro fotos antigas quando da construção desses viadutos, ou antes mesmo deles? Década de 80..

capivara 18 de julho de 2020, 02:10h - 02:10

O parque e o jardim botanico sao boas ideias..mas o jardim poderia ser um pouco menor. Poderia ser uns 50% do tamanho da ilha. Deixando ainda espaço para possiveis eventos la

Jorge Ferreira 17 de julho de 2020, 20:32h - 20:32

Tá brincando pós pandemia estamos no meio de uma pandemia e o maior presente que a prefeitura nos dá é admissão de enfermeiros no Hospital São João Batista no dia do aniversário da cidade

Sem Nome 17 de julho de 2020, 11:26h - 11:26

Ótimo.. a se lamentar mesmo só o fato de não ter um parque desses numa área próxima à população, de uso no dia a dia.. esse parque perto da Dutra é muito longe!

capivara 18 de julho de 2020, 02:06h - 02:06

depende …pode ser pra vc..mas nao pra outras pessoas

Sem Nome 19 de julho de 2020, 00:30h - 00:30

Só é relativamente perto pra quem mora no Roma? Ou seja, 2% da população da cidade. E nem perto é, na verdade..

Emir Cicutiano 19 de julho de 2020, 09:49h - 09:49

O cara deve estar querendo um parque ambiental na Amaral Peixoto ou no Retiro… O parque está onde está a natureza, por óbvio. Fica a apenas 8 km da Vila ou da Amaral Peixoto, a pouco mais de 3 km do pólo de expansão da cidade (região do Belvedere e da Rodovia do Contorno), em viagem rápida pela Rodovia dos Metalúrgicos… Está com preguiça de ir lá, vá até o Zôo ou no Jardim Botânico da Ilha. O que importa é que Volta Redonda está ganhando áreas de lazer do nível que poucas cidades têm dentro de sua área urbana…

Sem Nome 19 de julho de 2020, 22:44h - 22:44

Ótimo ganhar áreas de lazer. E não estou com preguiça de ir lá. A população em geral terá “preguiça” por uma série de motivos. Cenário perfeito para o poder público abandonar as manutenções aos poucos. O discurso é lindo mas o tempo dirá se estou com a razão. Não critico o parque ali, é o que deu pra hoje pelas condições de contra partida ao condomínio. Critico a falta de outro perto das pessoas. Foi prometido um no trevo do Jd. Belvedere (Vivendas do lago)..

João 17 de julho de 2020, 09:09h - 09:09

Mundo por pandemia….

Quando esse dia irá chegar?

Pois não há novo normal, simplesmente não é o normal.

Maia 17 de julho de 2020, 01:45h - 01:45

Só não vai ter emprego kkkkk hospital é respirador vagas cit é uma dívida pra lá impagavel

Maia 17 de julho de 2020, 01:44h - 01:44

Só não vai ter emprego kkkkk

Emir Cicutiano 16 de julho de 2020, 19:21h - 19:21

É muito bom ver Volta Redonda avançando em equipamentos de educação, contemplação e preservação ambiental… Tudo isso dentro do perímetro urbano do município, outro ponto positivo…

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996