domingo, 17 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Voltaço implementa projeto de orientação vocacional para atletas da base

Voltaço implementa projeto de orientação vocacional para atletas da base

Matéria publicada em 5 de novembro de 2019, 19:35 horas

 


Ação é realizada com o objetivo de mostrar a importância de continuar estudando para o futuro dentro ou fora de campo

Projeto visa formar os atletas para além do futebol – Foto: Divulgação

Volta Redonda – O investimento do Volta Redonda FC nas suas categorias de base vai muito além de querer formar jogadores para o futebol profissional do clube. O Esquadrão de Aço quer formar, antes de tudo, cidadãos. Por isso, pensando no futuro dos atletas que estão morando nos alojamentos da sede social, o Voltaço implementou o “Projeto Orientação Vocacional”.

A assistente social Natália Naves Freitas explica que o projeto é realizado em conjunto pelos setores de serviço social e psicologia, sendo a psicóloga Amanda Ribeiro Brum a responsável por aplicar o teste para os Garotos de Aço, contando também com o apoio do setor administrativo.

Natália ainda ressalta que a atividade visa fazer os atletas entenderem e se orientarem através de várias dinâmicas, conversas e encontros, qual é o perfil profissional deles.

– Independentemente do futebol dar certo ou não, eles precisam ter um plano B, um plano C ou até mesmo um plano A, porque eles podem ser jogadores de futebol e podem estudar para ter outra profissão. Então é o objetivo do projeto. Fazer eles se encontrarem profissionalmente, para uma área profissional que não seja o futebol – explicou Natália.

O presidente do Voltaço Flávio Horta também falou sobre a importância do clube também olhar para o lado social do atleta.

– Futebol é uma carreira curta e, infelizmente, são poucos os jogadores que conseguem a independência financeira através dele. Por isso, procuramos sempre mostrar a importância dos garotos continuarem estudando e pensando no seu futuro. Cobramos isso deles diariamente, com a frequência e notas escolares, porque o papel das divisões de base de um clube pode até ser formar jogadores, mas, principalmente, formar cidadãos – afirmou o mandatário tricolor.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar
    Guerreiro de Aço VRFC

    Ponto Positivo para Diretoria. A Base merece estudar e não ficar só correndo atrás de bola…. o Dia que a “bola parar”, pelo menos estarão formados e com alternativas pós-futebol.

    AQUI É VOLTAÇO SEMPRE!!!

  2. Avatar

    Em muitas coisas discordo e critico esta Diretoria: contratações. renovações etc. Todavia, dou meus PARABÉNS para esta atitude ao olhar para a garotada visando não somente o futebol, mas PRINCIPALMENTE PARA a vida como Ser Humano, porque no futebol todos nós sabemos que poucos chegam a um patamar superior, além de curta duração. EDUCAR NUNCA É DEMAIS.
    PARABÉNS POR ESTA AÇÃO.

  3. Avatar

    Jogar na base tem que ser prazeroso , mas com a verde , sem padrinhos . Tem que ter talento . Caráter . E uma boa formão , de homem. Não levar para a base e deixar lá . A escola do mundo tá cheio. Tá . Só professor bom . Rsrsrsr

  4. Avatar

    Ta certo. Se isso tivesse sido feito no Botafogo, jamais Ribamar teria virado jogador de futebol, pois não tem vocação pra isso. Agora os vascaínos tem que aguentar aquela bomba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document