VR e CSN fecham parceria para contratar 300 mulheres na siderúrgica

Inscrições para o Programa Capacitar, da CSN, podem ser feitas nos Cras até o dia 15 de maio

by Diário do Vale

Foto: Arquivo

Volta Redonda – A Prefeitura de Volta Redonda e a CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) fecharam nova parceria para preencher vagas de emprego destinadas às mulheres na Usina Presidente Vargas. Até o dia 17 de maio, as interessadas em trabalhar na empresa devem procurar o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) mais próximo e fazer a inscrição para o projeto “Capacitar”. Ao todo, 300 candidatas serão selecionadas para receber qualificação em condições especiais, já que serão contratadas durante o período de treinamento.

O projeto vai funcionar da seguinte forma: serão selecionadas 300 candidatas e todas elas já terão carteira assinada, salário e benefícios. Entre ganhos chamados extras, estão: alimentação nos refeitórios locais, transporte, seguro de vida, previdência privada, descontos em instituições de ensino parceiras, auxílio-creche, cartão-alimentação de R$ 1.000 por mês, plano de saúde médico e odontológico e total pass (academia). A capacitação será feita na Escola Técnica Pandiá Calógeras (ETPC), no bairro Sessenta, e dentro da usina.

A CSN apontou que, ao longo do ano, serão abertas 300 vagas para mulheres na empresa. Desta forma, a expectativa é que todas as candidatas selecionadas para o treinamento sigam trabalhando pela empresa ao final da qualificação, desde que tenham desempenho dentro do esperado. De toda forma, este grupo estará dentro de um banco de dados de mão de obra da CSN, com prioridade de contratação à medida que novas vagas sejam abertas.

“Ao longo do ano, a CSN deve abrir estas 300 vagas de empregos somente para mulheres. Algumas destas mulheres selecionadas agora serão chamadas de imediato e outras ao longo do ano. O importante é que todas serão contratadas já no período de treinamento para receber salários e benefícios. É um grande passo para o desenvolvimento de nossa cidade ter essa parceria, envolvendo a Escola Técnica, a CSN e a prefeitura”, disse o prefeito Antonio Francisco Neto.

A secretária municipal de Assistência Social, Carla Duarte, destaca que os Cras são a porta de entrada para vários serviços do Poder Público. E essas parcerias são para facilitar a entrada das pessoas no mercado de trabalho.

“Temos aberto esses espaços para facilitar o acesso dos moradores às qualificações profissionais e às oportunidades de emprego, através de parcerias com empresas e instituições. Nosso objetivo é cuidar dessas famílias como um todo. A oportunidade de emprego é uma delas”, frisou a secretária.

Requisitos

Para participar, é preciso que as candidatas tenham a partir de 18 anos completos; possuir o Ensino Médio completo ou estar cursando o último ano; se autodeclarar sendo do gênero feminino; disponibilidade para turno de revezamento e desejo de aprender, se desenvolver e atuar no ambiente industrial.

Para se candidatar à vaga, além de utilizar os Cras existentes na cidade, a candidata pode fazer sua inscrição on-line, até o dia 15 de maio, pelo site http://bit.ly/csnmulher.

Formação

As formações duram até 360 horas (conforme o curso), realizadas em horário administrativo, de segunda a sexta-feira, com intervalo para almoço em um dos refeitórios da CSN.

O objetivo é dar oportunidade de emprego para as mulheres enquanto se qualificam. Ou seja, as aprovadas em todo o processo terão, além do curso 100% custeado pela empresa, a contratação CLT no quadro da CSN, com direito a salário e benefícios.

Programa Capacitar especial para mulheres

O programa faz parte de uma das estratégias da empresa para a promoção de um ambiente cada vez mais diverso e inclusivo, e alcance a meta pública da CSN de chegar a 28% de mulheres até o ano de 2025. Além disso, tem correlação com algumas metas estabelecidas nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU (Organização das Nações Unidas), contribuindo para as temáticas de Educação de qualidade, Igualdade de gênero e Redução das desigualdades.

You may also like

7 comments

Agna Marla da Silva Gomes 26 de março de 2024, 20:20h - 20:20

Eu quero essa oportunidade

Angélica dos Santos Mota 23 de março de 2024, 17:21h - 17:21

Eu Quero Muito!!!
Muito mesmo!!! Eu gostaria De mais fazer parte dessa família CSN

Elisabeth Valle 23 de março de 2024, 16:10h - 16:10

Quando vi o anuncio fiquei feliz em ler a parceria achei que fosse pra resolver o problemas dos imóveis e terrenos inativos,estragando ,deteriorando e nossa história também. E uma pena ,mas vamos ter ter esperanças Deus pode tudo .Abraços

Priscila Raquel de Souza Pereira 22 de março de 2024, 20:10h - 20:10

Eu Quero Fazer Parte Dessa Empresa para poder Aprender e mudar a minha vida

JAGUNÇO 22 de março de 2024, 17:42h - 17:42

OS APELOS SÃO TANTOS QUE ACREDITO QUE NINGUÉM QUER ESSA BOCA PODRE.NÃO VEJO OUTRAS EMPRESAS IMPLORAREM POR MÃO DE OBRA NAS MÍDIAS

Calunga 22 de março de 2024, 17:38h - 17:38

Empresa que não tem salário não tem mão de obra.Anunciem em carro de som quem sabe aparecem alguns candidatos a escravidão

Horácio Antônio Guedes 22 de março de 2024, 15:27h - 15:27

. Estudos apontam que a poluição atmosférica da cidade pode estar ligada a internações por doenças respiratórias. Siderúrgica mais antiga do Brasil, a CSN, inaugurada em 1941 como estatal, começou a produzir aço em 1946, em Volta Redonda.fonte:diario do vale

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996