domingo, 11 de abril de 2021 - 19:47 h

TEMPO REAL

 

Capa / Tempo Real / Dados do governo estadual apontam alta ocupação em UTIs na região

Dados do governo estadual apontam alta ocupação em UTIs na região

Matéria publicada em 1 de abril de 2021, 18:32 horas

 


Angra dos Reis, Barra Mansa e Volta Redonda têm lotação superior a 90% dos leitos de tratamento intensivo

Maior parte dos leitos de UTI para Covid-19 da região está no Hospital Regional

Sul Fluminense – Os dados divulgados nesta quinta (01/04) pela Secretaria Estadual de Saúde apontam que a ocupação de leitos de UTI está no limite nos municípios da região que dispõem desse recurso para atender a pacientes de Covid-19. A Secretaria Estadual de Saúde mostrou os números de leitos disponíveis em 31 de março para Angra dos Reis, Resende e Volta Redonda. Os dados de Barra do Piraí são de 24 de março, e os de Barra Mansa, de 29 de março. Os dados podem oscilar, com a alta ou internação de pacientes.

A situação mais difícil é em Barra Mansa, onde há 24 doentes em cuidados intensivos para 22 leitos disponíveis, o que indica que a ocupação chegou a 109% da capacidade. Os dados do governo estadual não deixam claro se os dois pacientes que estão acima do número de leitos disponíveis estão “na fila” ou se foram atendidos em leitos não destinados a pacientes de Covid-19.

Em Volta Redonda, dos 191 leitos de UTI disponíveis para pacientes contaminados pelo Novo Coronavírus, 181 estão ocupados. O percentual de ocupação é de 95%. Os dados da cidade na Secretaria Estadual de Saúde incluem os leitos do Hospital Regional Zilda Arns.

Em Angra dos Reis, a ocupação chega a 90% dos leitos de UTI, com 23 dos 25 leitos disponíveis em uso.

Barra do Piraí tem dez leitos de tratamento intensivo destinados a pacientes da pandemia, e cinco deles estão ocupados, com taxa de uso de 50%.

A situação mais tranquila é a de Resende, que tem 13 leitos de tratamento intensivo separados para a Covid-19, com cinco ocupados, gerando uma taxa de 38%.

Enfermaria

Os leitos de enfermaria, que atendem a pacientes menos graves, apresentam níveis de ocupação acima de 50% em todos os municípios que fizeram parte do levantamento. A reportagem selecionou os municípios que dispõem de leitos de UTI e de enfermaria.

A menor taxa de ocupação é de Barra do Piraí, com 57%, seguida de Resende (69%), Barra Mansa (74%) e, com 90%, Angra dos Reis e Volta Redonda.

A ocupação de leitos na região*

Município Data %Enfermaria % UTI Leitos Enf Leitos Uti Ocup Enf Ocup Uti
Angra Dos Reis 31/03/2021 90% 92% 30 25 27 23
Barra Do Pirai 24/03/2021 57% 50% 23 10 13 5
Barra Mansa 29/03/2021 74% 109% 96 22 71 24
Resende 31/03/2021 69% 38% 29 13 20 5
Volta Redonda 31/03/2021 90% 95% 79 191 71 181

*dados da Secretaria Estadual de Saúde

Observação: No caso de Volta Redonda inclui a ocupação dos leitos e UTIs do Hospital Regional.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    Governo Neto segue a cartilha genocida do Bozo. Por muito menos o ex-prefeito Samuca fechou o comércio e optou por salvar vidas.

  2. Avatar

    Ué bm, está com utis lotadas? O prefeito bate no peito, dizendo que é a cidade mais preparada para lidar com a covid. O MP com certeza está enganado, provavelmente teve está se referindo a outra bm, pois a bm governada pelo prefeike não está ocorrendo nada de errado. Tudo normal.

  3. Avatar

    E nada de concreto é feito, os caras se juntam e nao tem coragem de tomar uma medida drastica mas a unica q vai frear um pouco isso aí no momento… MP vai agir nao??? Ja passou da h!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document