;
quinta-feira, 26 de novembro de 2020 - 14:27 h

TEMPO REAL

 

Capa / Última notícia / Engenheiro mostra dificuldades de cidades da região com crise hídrica

Engenheiro mostra dificuldades de cidades da região com crise hídrica

Matéria publicada em 28 de junho de 2015, 15:56 horas

 


Vazio: Volume de água do Rio Paraíba do Sul em Barra do Piraí continua a preocupar

Vazio: Volume de água do Rio Paraíba do Sul em Barra do Piraí continua a preocupar

 

Sul Fluminense –  O presidente do Sindicato dos Engenheiros de Volta Redonda, João Thomaz, afirmou ao DIÁRIO DO VALE que as cidades de Barra do Piraí, Vassouras, Paraíba do Sul e Três Rios estão entre as mais prejudicadas com as medidas adotadas para combater as consequências da crise hídrica. Segundo ele, a represa de Santa Cecília deveria liberar 90 mil litros de água por segundo para o consumo desses municípios, mas, com as reduções feitas para garantir o aumento do nível de outros reservatórios do Rio Paraíba do Sul, essa quantidade caiu para 36 mil litros por segundo.

— Com isso, essas cidades estão pagando a conta da recuperação dos reservatórios do sistema, e ainda convivem com a necessidade de fazerem um esforço maior para tratar a pouca água que recebem, já que a menor quantidade de água dificulta a diluição dos poluentes trazidos por esgotos domésticos e industriais — afirma João Thomaz.

João lembra também que essa vazão reduzida chega perto do que os especialistas chamam de vazão ambiental – a quantidade mínima de água que precisa passar pelo rio para que ele mantenha a flora e fauna aquáticas.

 

Congresso

 

O XI Congresso Brasileiro de Defesa do Meio Ambiente, realizado pelo Clube de Engenharia, reuniu, na semana passada, especialistas e autoridades do setor ambiental para debater medidas de enfrentamento à crise hídrica no Estado do Rio. As ações adotadas pelo Governo do Estado do Rio durante a pior estiagem dos últimos 84 anos foram responsáveis pela economia de mais de um bilhão de metros cúbicos dos reservatórios que abastecem todo o estado.

O presidente do Clube de Engenharia, Francis Bogossian, ressaltou a importância de se buscar iniciativas com foco na sustentabilidade e sem prejuízo no cumprimento de metas para o desenvolvimento da nação:

“São todas (intervenções) voltadas para os modelos de sustentabilidade. Entre elas estão o cuidado com a natureza e a convicção de que o progresso racionalmente planejado deve ser perseguido pelos engenheiros e pelas empresas de engenharia nacionais brasileiras.”

De acordo com o diretor-geral do Comitê Guandu, Júlio Cesar Oliveira, o resultado alcançado pelo governo só foi possível devido às adaptações realizadas nos sistemas, que captam água do Rio Paraíba do Sul, nos municípios de Sapucaia, São Fidelis e São João da Barra. Os recursos para essas obras são do fundo de recursos hídricos do Inea, utilizado para a gestão de bacias hidrográficas. O diretor-geral Júlio Oliveira ainda acrescentou que está prevista para o início de julho mais uma importante intervenção no sistema de captação do município de Barra do Piraí, na região sul fluminense.

Estas adaptações permitiram que a entrega de água no rio Paraíba do Sul, em Santa Cecília, diminuísse progressivamente de 190 m3/s de vazão mínima, em tempos normais, para uma vazão média de 139 m3/s, no regime de exceção que se iniciou em maio de 2014.

Além da adaptação desses sistemas, uma obra emergencial está sendo executada na Foz do Rio Guandu, desde março de 2014, para que as empresas Gerdau, TKCSA, Furnas e FCC, instaladas nas suas margens, possam utilizar a água do mar que invade o canal. A intervenção consiste na construção de uma soleira submersa que permitirá que as indústrias tenham uma janela de captação de água doce ampliada. Os recursos de R$ 18 milhões para realização dessa obra foi custeado pelas quatro empresas sediadas na região e a previsão é de que esteja pronta até julho.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Das cidades citadas, Vassouras não capta água do Paraíba. Barra do Piraí pode retirar água antes da barragem, enquanto Três Rios pode fazer captação no Paraibuna… A única que não tem alternativa viável é Paraíba do Sul, refém sem esperanças do filete de água que outrora foi um poderoso rio… Aliás, o Paraibuna em algumas épocas do ano tem barrado as águas do Paraíba na foz dos Três Rios, como se fosse ele o rio principal…

Untitled Document