terça-feira, 19 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Estudantes de medicina são detidos com drogas a caminho de evento em Vassouras

Estudantes de medicina são detidos com drogas a caminho de evento em Vassouras

Matéria publicada em 12 de outubro de 2019, 22:51 horas

 


Vassouras – Alunos de cursos de medicina de diversos estabelecimentos de ensino superior do Espírito Santo, que se dirigiam a Vassouras, no Centro-Sul Fluminense, foram abordados pela Polícia Militar na RJ-127, em Paulo de Frontin, próximo à localidade como Ramalho. Dois ônibus foram revistados e em um deles nove alunos foram detidos com drogas. No outro, dois estudantes foram flagrados com as substâncias ilegais.

A PM informou que foram apreendidos 82,8 gramas de cocaína e 802,6 gramas de maconha em posse de um homem e uma mulher. O registro da ocorrência foi feito na 89ª DP. Além da maconha e da cocaína, também foram encontrados, foram encontrados skank, êxtase, haxixe, MD, “balinha” e LSD.

O evento a que os estudantes estavam indo é o Intermed/Orem, que reúne estudantes de medicina para disputas de diversos esportes.

Repercussão

Nas redes sociais, internautas reagiram com ironia aos fatos. Um deles pergunta “jura que vocês não achavam que a polícia ia estar esperando…?”. Outro se queixa das reclamações da população com a bagunça na cidade, e diz que os estudantes “trazem movimento” para a cidade. Uma estudante fala de suas “aventuras” no evento, e outra fala do medo causado pelas abordagens policiais.

O Orem/Intermed deveria ser um encontro para disputas esportivas entre as equipes de diversas faculdades de medicina, mas os estudantes costumam levar as festas, com música, dança e bebida, para as ruas da cidade, como sé vê no vídeo postado por um morador de Vassouras.

O evento foi palco de uma tragédia em 2015, quando um professor de educação física foi espancado até a morte por pessoas que participavam do evento.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

12 comentários

  1. Avatar

    Sao os atuais povo de bem que o Bozo tanto zela

  2. Avatar
    Crítico da hipocrisia

    Infelizmente a droga está presente em todos os extratos sociais; não reconhecer isso é hipocrisia.

  3. Avatar

    Isso é fruto de uma política de segurança deformada. Um país onde não se pode algemar bandido, onde legitima defesa pode te levar à prisão, onde o safado cumpre 1/6 da pena e é solto, onde assassino de crianças recebe indulto do Dia dos Pais e Natal. Isso é um circo. É um cagadão gigante onde tudo pode.

  4. Avatar

    E acreditar que seremos pacientes dessa turma dá medo a medicina no Brasil atualmente, se houvesse uma prova como a da OAB quantos realmente seriam médicos? Acredito que uma pequena parte, mas como não há isso, muitos seriam bons em serem médicos legistas.

    • Avatar
      Bem vindo a baixada jr

      Depois falam que esses anjinhos são vítimas da sociedade. Papai paga faculdade cara da carro do ano cartão de crédito. E depois aprontam e quando se formaram vão ser açougueiros de jaleco e com titulo de doutor. Claro que não são todos mas uma pequena minoria.

  5. Avatar

    Esses são os futuros ” cidadões do bem” do Brasil.
    Uma pena que as faculdades estão lotadas de maconheiros e cheradores de pó.
    A esquerdalha ferrou o Brasil.

    • Avatar

      Collor é de esquerda , o falecido filho do ACM era de esquerda? O Delegado do PSL é de esquerda? Aécio Neves é Zezé perrella são de esquerda?
      Sabe o q eles possuem em comum?

  6. Avatar

    A maior parte não passa de Bolsonaristas babacas. Tem q apertar esses trouxas mesmo.

  7. Avatar

    Fico pensando se uma profissão de saúde pública combina com drogas ilícitas e as lícitas em excesso.

    • Avatar

      É a realidade do nosso Brasil..se houvesse uma prova como se é feito na OAB, 90% desses açougueiros ñ passariam da primeira fase. Me serem legistas! E q Deus nos proteja contra esses ” Futuros MÉDICOS”

Untitled Document