segunda-feira, 18 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Jovens são baleados e um dos suspeitos é preso em Barra Mansa

Jovens são baleados e um dos suspeitos é preso em Barra Mansa

Matéria publicada em 23 de outubro de 2019, 08:10 horas

 


Barra Mansa – Um jovem, de 21, e uma adolescente, de 13, foram baleados na noite de terça-feira (22), quando conversavam na calçada, no bairro Santa Lúcia, em Barra Mansa. Eles foram socorridos, em estado grave, na Santa Casa de Misericórdia da cidade. O jovem foi ferido nas costas. A menor foi atingida com um tiro na cabeça.

As vítimas foram submetidas a cirurgias e encontram-se  internadas na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), do hospital. O jovem está entubado e seu braço teve que ser imobilizado.

Policiais militares conseguiram localizar os três atiradores, que estavam em um Corsa, no Conjunto Habitacional  Novo Horizonte, na Colônia Santo Antônio. O trio trocou tiros com os agentes. Os suspeitos conseguiram escapar, entrando numa área de mata.

Um deles, menor de idade, foi encontrado e apreendido numa construção de imóvel. Ele foi levado para a 90ª DP (Barra Mansa).

O crime está sendo investigado pelo delegado titular Ronaldo Aparecido de Brito, que pretende registrar os depoimentos das vítimas, assim que melhorarem. Policiais militares apuram a informação de que a dupla tentativa de homicídio pode estar vinculada ao tráfico de drogas, e que os ocupantes do Corsa integram uma quadrilha especializada assaltos a motorista de aplicativos em Barra Mansa.

Os PMs também apuram a informação de que  jovem baleado tem envolvimento com o trafico e que saiu recentemente da Cadeia Pública de Volta Redonda (antiga casa de custódia) , no bairro Roma. Pela denúncia,  ele foi baleado porque passou a integrar outra facção criminosa.

Já a menor mora em Itatiaia e, segundo a polícia,  até o fim da manhã desta quarta-feira (23), nenhum parante tinha comparecido ao hospital ou delegacia, para saber notícias dela. A PM anunciou que já foram identificados os outros dois homens que conseguiram escapar do cerco policial na Colônia Santo Antônio, e que está apoiando as investigações da Polícia Civil.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar

    Sementes do mal, protegidas pelas leis, podem matar, traficar mas não responder pelos atos com o rigor da lei !

  2. Avatar

    Essas são as “crianças” de hoje em dia, os de menor, também conhecidos como NemNem (nem estuda nem trabalha), parabéns a política de proteção do menor que o impede trabalhar desde cedo e em contrapartida não oferecer educação de tempo integral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document