Mulher de suposto traficante ‘Robgol’ mentiu em juízo ao ser presa pela primeira vez em Volta Redonda

by Diário do Vale

Barra Mansa – A Polícia Civil explicou nesta  terça-feira, dia 27, que Andressa Rocha Souza da Cruz, mentiu em juízo, quando foi presa pela primeira vez em setembro deste, no Jardim Amália, em Volta Redonda. Ela transportava em um carro R$ 20 mil  que, segundo a polícia, era  proveniente da venda de drogas.  A informação foi repassada  pelo  delegado titular da 90ª DP (Barra  Mansa), Ronaldo Aparecido de Brito, ao Portal dos Procurados, do Disque Denúncia RJ.

Andresa é companheira de Robson Tertuliano da Silva, o Robgol,  um dos maiores fornecedores de drogas do Sul Fluminense, e que está foragido. Segundo o delegado,  em uma audiência na Justiça,  ela informou que morava com os pais.  Ter moradia fixa é um dos requisitos  exigidos por lei, para  que um juiz possa conceder a liberdade provisória a uma pessoa detida.

A mulher foi solta no dia 5 de outubro deste ano.  Porém,  a mentira  de que ela morava com os pais  veio à tona, quando foi presa novamente, no mesmo mês,  pela equipe de policiais de Barra  Mansa, comandada por Ronaldo Aparecido, em uma casa na Vila  Aliança, em Senador Camará, Zona Oeste do Rio.

– Os agentes ao encontrarem Andressa, concluíram que ela ainda estava associada ao grupo criminoso liderado pelo companheiro dela (Robgol). Na ocasião, a polícia identificou que o tráfico da Vila Aliança se aliou a uma facção paulista e estabeleceu um “Eixo Rio-São Paulo”, sendo que Robgol  comanda um esquema entre Barra Mansa, Volta Redonda,  Angra dos Reis e favelas do Terceiro Comando Puro (TCP) na Zona Oeste do Rio – explicou o delegado.

Após ser presa  pela segunda vez no Rio,  o delegado solicitou ao juiz da 1ª Vara Criminal de Barra Mansa  que expedisse o mandado de prisão contra  Andressa.  A suspeita foi indiciada por tráfico de drogas e associação para o tráfico e transferida para o sistema penitenciário estadual.

Já Robgol, um dos supostos criminosos mais procurados pela polícia do Sul Fluminense, conseguiu  escapar, no dia 25 de setembro deste ano, quando o delegado Ronaldo de Brito descobriu uma refinaria de cocaína no bairro Laranjal, em Volta Redonda . Ele  conseguiu  pular o muro de uma casa de luxo, onde funcionava a refinaria. Na ocasião, três pessoas foram presas.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização de Robgol, pode denunciar pelos seguintes canais: WhatsApp Portal dos Procurados (21) 98849-6099  ou pelo telefone 0300-253-1177.

You may also like

1 comment

Capeta da grota do Santa cruz 27 de outubro de 2020, 17:59h - 17:59

É ANDRESA OU ANDRESSA?….

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996