terça-feira, 14 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Taxa de ocupação em leitos de UTI para Covid-19 em Barra Mansa é de 11%

Taxa de ocupação em leitos de UTI para Covid-19 em Barra Mansa é de 11%

Matéria publicada em 25 de maio de 2020, 22:36 horas

 


Leitos em enfermarias estão com 58% das vagas disponíveis. Ou seja: tem 21 vagos e 15 ocupados

Barra Mansa – O prefeito Rodrigo Drable divulgou no início da noite desta segunda-feira, dia 25, o número da pacientes internados em hospitais municipais (Santa Casa, Centro de Covid, Hospital da Mulher e UPA do Centro) com suspeita ou confirmação da Covid-19.

De acordo com os dados, a ocupação nas UTIs (Unidade de Tratamento Intensivo) destinadas a pacientes com o novo coronavírus chega a 11%, sendo que 89% dos leitos estão disponíveis. Ou seja: tem dois pacientes internados e 19 vagas.

Nas enfermarias a ocupação atinge 42% e as vagas chegam a 58%: tem 21 leitos vazios e 15 ocupados.

Com relação aos respiradores mecânicos, o município está com 100% disponível. Dos 38 existentes, nenhum está sendo usado.

Resumo das internações 

A Santa Casa tem 8 pacientes internados (um no CTI e sete na enfermaria), com suspeita da Covid-19, e tem um caso de paciente confirmado no CTI e dois em leitos. Nenhum  está usando respirador mecânico.

O Hospital Regional tem um dois pacientes com suspeita (um na UTI e outro em enfermaria), além de dois confirmados: um também na UTI e outro na enfermaria. Nenhum em ventilação mecânica. O  Hospital Regional fica em Volta Redonda é gerido pelo governo do Estado, mas atende pacientes de toda a região e da capital.

O Centro de Covid tem 5 pacientes suspeitos de estarem infectados e um confirmado em leito. Todos também sem uso de ventilação mecânica.

No Hospital da Mulher, não há internações: nem de pacientes com suspeita ou confirmados com a Covid-19.

Confira o quadro abaixo:

Reunião com secretário

O prefeito se reuniu nesta segunda-feira com o secretário estadual de Saúde,  Fernando Ferry, para informar que o município está trabalhando para aumentar a capacidade hospitalar, “embora não tenha ocorrido excesso de ocupação” desde o início da pandemia.

-Conseguimos nos estruturar para, dentro da Santa Casa, termos mais 8 leitos de CTI, 19 leitos de enfermaria e ainda criamos uma enfermaria para crianças com leitos específicos e isolados dos demais – disse Rodrigo, informando que o secretário de Saúde, Sérgio Gomes, também participou do encontro.

Exames realizados

O prefeito informou também sobre os exames feitos no município.

Veja o quadro abaixo:

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. Avatar

    Barra Mansa, quase ninguém usa máscara , isso é fato.
    Outro fato é que o poder público não fez o dever de casa em ter mais leitos
    de CTI, temos é que rezar para não aumentar o quadro de infectados pois
    veremos muita gente morrer.
    Veja quantos leitos de CTI temos em VR e quantos temos em BM .

  2. Avatar

    Desde quando Santa Casa é hospital municipal? Desde quando UPA é hospital? Volta Redonda e Resende têm UPA, e nenhuma das duas as inclui como hospitais, mas sim como centro de referência. Barra Mansa adota a mesma política de Barra do Piraí, empurrando a sujeira para baixo do tapete.

  3. Avatar

    Óbvio, são pelos dias de isolamento, são também porque o pessoal da região leste vão para VR, são também porque tem munícipe internado no hospital regional, ou seja Óbvio.

    • Avatar

      É óbvio que você como proprietário do Hospital Regional não leu a matéria, onde esta sento contabilizados os pacientes de BM internados ai no seu hospital né? É óbvio que não.

    • Avatar

      Nossa como vc é desconexa, como assim hospital regional tem proprietário? E eu sou dono? Nossa, que replica fiasco a sua.

Untitled Document