quinta-feira, 25 de maio de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Não se torne aquilo que te feriu

Não se torne aquilo que te feriu

Matéria publicada em 25 de novembro de 2016, 07:15 horas

 


wp-coluna-um-papo-com-a-vida-aline-stteel

Muito provavelmente você já ouviu por aí essa máxima. Bem, eu encontrei em meu caminho pessoas ruins, mas deixar de acreditar no melhor das pessoas seria conferir um poder a essas pessoas ruins que cruzaram meu caminho. Se eu me tornar aquilo que me feriu não acreditarei mais em pessoas boas, estarei empoderando o que foi e tem sido ruim e deixando ditar dali para frente meu futuro, minhas escolhas e meu jeito de lidar com o mundo. Estarei predestinada a não confiar em ninguém mais, a não me doar a ninguém mais, a não amar ninguém mais, estarei assim perdendo a fé no ser humano e no amor e cá para nós, perder a fé não pode ser um bom negócio.

Acompanhem-me… Se eu posso escolher, decidi depois de uma experiência muito ruim específica, que não quero deixar que um acontecimento traumático dite meu comportamento no presente e no futuro. Somos donos de nossas ações e por mais que uma decepção ou ingratidão doa não é justo que alguém ruim me torne também uma pessoa igual. Se eu posso escolher quem eu quero ser, quem quero me tornar, vou então fazer uma escolha com maior sabedoria segundo meus princípios pessoais e tentar ser melhor. Fazemos isso a todo tempo, agimos e reagimos no mundo segundo nossas crenças pessoais e todo esse processo vai ditando nossa maneira de ser.

Se eu penso, por exemplo, todos os dias naquilo que me feriu, estarei colocando uma lente de aumento em sentimentos tóxicos e energias pesadas, mas, se eu deixar que cada um colha o que planta e tenha fé, estarei alimentando minha confiança na força do Universo, do equilíbrio do Universo, na força daquilo que tem que ser, do que nunca escapamos que é de nossa colheita diante de nossas atitudes.

Como ser humano é difícil controlar os sentimentos que surgem, principalmente quando se vive uma situação de injustiça, de falta de reconhecimento, de falta de respeito, falta de consideração e falta de gratidão, mas, se você tiver fé e acreditar que tudo tem seu tempo certo, irá conseguir tirar o foco do que lhe faz mal e irá conseguir tirar o poder de lhe fazer mal das mãos dessa pessoa que não lhe quer bem. Viver para odiar ou se vingar de alguém é dedicar sua vida e sua energia vital a quem quer seu mal, e só de dedicar-lhe a vida e sua energia já estará o mal sendo feito em você. Não vale a pena! Nunca.

Seguindo em frente

Eu poderia dizer a você para que esqueça. É só esquecer e seguir em frente. Bom, eu não vou dizer isso, eu sei que não é fácil, seguir em frente sim, mas esquecer não sei. Eu posso dizer confie e siga em frente, você vai sentir que toda a sua fé estará trabalhando em prol do que é justo, do certo, do bem.

Você não precisa esquecer necessariamente, porque, ainda que feridas profundas e decepções dilacerantes, essas experiências, mesmo muito ruins, nos constituem, nos constroem, nos fortalecem. Então, não esqueça, use essa experiência para impulsionar você para um crescimento pessoal, procure um jeito de transformar sua dor em uma força propulsora na busca do melhor que puder ser sempre na direção do amadurecimento e crescimento pessoal. Jamais permita que qualquer “lama” que tenham tentado jogar em você, permaneça em você. Levante-se diante da vida, limpe tudo que não te pertence, confie e siga.

Sua consciência limpa e tranquila lhe ajudará a seguir com mais serenidade. Você sabe de si e conhece melhor que ninguém suas batalhas e o caminho que te trouxe até aqui. A colheita é certa, continue agindo no correto, no bem, no amor e na generosidade.

Jamais permita se tornar aquilo que te feriu, não dê esse poder a pessoa que quer seu mal ou que lhe fez mal. Uma pessoa quando quer o mal da outra já está se tornando aquilo que a feriu. Confie e tenha fé na colheita das sementes. Dê sempre seu melhor a todos e não perca a fé no ser humano por mais que algumas pessoas tentem lhe convencer do contrário. Você dá o seu melhor, agora se o outro merecia ou reconhece isso você já não pode escolher, a essência de cada um não lhe pertence, mas tenha a certeza que o que é ruim sozinho se destrói e talvez sofra por não ser capaz de ser uma pessoa melhor. A solidão é certa para pessoas assim e talvez lá na frente elas olhem para trás e se arrependam das maldades do seu passado, talvez o arrependimento doa e elas já não poderão fazer nada mais.

Acredite, nenhum dinheiro no mundo compra uma consciência tranquila e a fé de ter agido sempre no propósito do bem e do amor ao próximo. Se doe sim, se assim você quiser. Agora, não espere reconhecimento, pois o tombo pode ser muito grande e você se machucar. Doe-se simplesmente por amor porque você está escolhendo ser desse jeito. A prática da generosidade nunca é em vão, você nunca perde por agir assim no amor. Confie e siga!

 

ALINE LIMA  | aline.stteel@diariodovale.com.br

3 comentários

  1. Por mais que eu procure palavras pra elogiar, sei que não serão suficientes; assim sendo, vou resumir. Parabéns Aline.

  2. Lindo texto…inspirador!

Untitled Document