;
segunda-feira, 23 de novembro de 2020 - 19:18 h

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Barreira Fiscal apreende mais de 1 tonelada de produtos

Barreira Fiscal apreende mais de 1 tonelada de produtos

Matéria publicada em 26 de novembro de 2016, 07:44 horas

 


Ação com a Receita Federal aconteceu em Itatiaia, no Sul Fluminense

Sul Fluminense – Agentes do posto da Barreira Fiscal de Nhangapi, em Itatiaia, apreenderam, na semana passada, em uma ação com a Receita Federal, uma tonelada de bolsas, calças, blusas e shorts sem nota fiscal, e 700 quilos de brinquedos e óculos pirateados. A mercadoria foi encontrada em três ônibus de turismo, que vinham do Brás, em São Paulo, com destino ao Rio de Janeiro. A transportadora que levava a mercadoria foi autuada e os produtos apreendidos foram levados para o depósito da Receita Federal.

A Operação Barreira Fiscal foi lançada pela Secretaria de Governo com o objetivo de apoiar a Secretaria de Fazenda na fiscalização do trânsito de mercadorias no estado e coibir a sonegação de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), além de atuar na apreensão de drogas, armas e produtos pirateados e combater crimes ambientais.

A Barreira Fiscal conta com cinco postos fixos de fiscalização: Nhangapi (Via Dutra, em Itatiaia), Levy Gasparian (BR- 040), Mato Verde (BR-101 Norte), Angra dos Reis (BR-101 Sul) e Timbó (RJ-186, no Trevo de Itaperuna). Além disso, uma unidade volante da operação percorre as principais rodovias do estado.

A Barreira Fiscal deu início às suas ações no dia 1º de fevereiro de 2010. Desde então, os agentes cumpriram 192 mandados de prisão. Além disso, foram feitos 13.364 registros de ocorrência por diversas irregularidades, sendo 9.118 por porte de entorpecentes. No total, foram apreendidos cerca 2.533 kg de drogas. E ainda foram feitos 711 registros de pirataria, totalizando 60 toneladas de produtos ilegais. Também foram apreendidas 227 armas e 5.810 munições de pequeno e grosso calibre. Vinte e seis veículos roubados foram recuperados neste período.

Transportadora que levava a mercadoria foi autuada e os produtos apreendidos foram levados para o depósito da Receita Federal (Foto: Divulgação)

Transportadora que levava a mercadoria foi autuada e os produtos apreendidos foram levados para o depósito da Receita Federal (Foto: Divulgação)


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    Tem que ripar mesmo muambeiro sonegador. Zé Povinho reclama de político mas é o primeiro a defender conduta ilícita.

  2. Avatar

    Em vez de pegar trabalhador comprando e vendendo mercadorias, porque não prende os lojistas do Brás que vende sem nota, Porque só sabe enxugar gelo e as custa de POBRES TRABALHADORES. Eu teria vergonha de ter que prender trabalhador para os grandões do Brás ficarem solto

  3. Avatar

    Apreendendo mercadoria do povo que esta tentando trabalhar… Para de TENTAR trabalhar, compra uma arma e vai roubar a casa destes políticos. Pode ser qualquer um, pois 100% é ladrão e já te roubou outras vezes.

Untitled Document