>
sábado, 20 de agosto de 2022 - 00:06 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / SMDH sedia exposição ‘Mulheres na Política: Uma História de Lutas’

SMDH sedia exposição ‘Mulheres na Política: Uma História de Lutas’

Matéria publicada em 2 de julho de 2022, 14:22 horas

 


Mostra, que comemora os 90 anos do voto feminino, fica na sede da secretaria, no bairro Nossa Senhora das Graças, até dia 25 de julho

Volta Redonda- A Secretaria de Políticas para Mulheres e Direitos Humanos (SMDH) de Volta Redonda, no bairro Nossa Senhora das Graças, sedia a mostra “Mulheres na Política: Uma História de Lutas”, que comemora os 90 anos do voto feminino no Brasil. A exposição conta a história das mulheres sufragistas, que com coragem e forte resistência, desafiaram e venceram os preconceitos dos homens e da sociedade que se posicionavam contra o voto feminino e garantiram esse direito à todas as mulheres brasileiras: o direito de votar e de serem votadas, concorrendo a cargos políticos nos poderes executivo e legislativo.

Segundo a diretora do Departamento de Políticas para Mulheres da SMDH, Ludmila de Assis, a exposição fica na sede da secretaria até o dia 25 de julho para que as mulheres que visitam o espaço possam conhecer este trabalho, que contribui para incentivar ainda mais o voto feminino e a participação das mulheres na política:

“A mostra já esteve no Palácio das Artes Zélia Arbex, no Clube dos Funcionários, na Vila Santa Cecília; e agora na sede da SMDH, ao lado do Estádio Raulino de Oliveira. É importante que as mulheres visitantes ou que são atendidas na secretaria conheçam a luta dessas sufragistas pelo voto feminino, que representou um avanço, e aumente a conscientização da população sobre as dificuldades que elas tiveram que superar para conquistar o direito ao voto para todas as mulheres”, afirmou Ludmila.

Ela lembrou que estamos num ano de eleições e apesar dos partidos terem a obrigatoriedade de lançar um percentual de mulheres candidatas, isto não foi o suficiente e cita como exemplo hoje a Câmara de Vereadores de Volta Redonda que não conta com representante feminina. “Assim como acontece no cenário nacional, a quantidades de mulheres eleitas ainda é muito pequena na política”, falou Ludmila.

Conquista do voto pela luta das mulheres sufragistas

A exposição mostra que durante o Século XIX, as mulheres brasileiras começaram a percorrer um longo caminho para a transformação dos seus destinos. O direito do voto feminino foi garantido por decreto presidente da República, Getúlio Vargas, em 1932, depois que os movimentos femininos com as mulheres sufragistas do país ampliaram a reivindicação contra a situação de desigualdade de direitos entre homens e mulheres até então. Este ano comemora-se os 90 anos da conquista do voto pelas mulheres. O direito conquistado de votar e se apresentar como candidatas aos cargos eletivos.

As brasileiras tiveram que lutar por mais de 40 anos para conquistar o direito ao voto, sendo que a primeira Constituição Brasileira que garantiu o direito feminino ao voto foi a de 1934. Em 1946 o voto é considerado obrigatório para ambos os sexos pela quarta Constituição Brasileira promulgada em 18 de setembro daquele ano, ampliando a Constituição de 1934 que somente permitia o voto para mulheres em exercício remunerado de funções públicas.

A mostra conta com banners com foto e a história de dez sufragistas do país, incluindo Orsina Prado de Castro (1943-1999), que foi a primeira vereadora eleita em Volta Redonda. Mineira de Barbacena (MG), nasceu em 24/01/1913 e mudou para Volta Redonda em 1943, cidade ainda não emancipada. Foi professora e em 1954, conseguiu se eleger vereadora pelo PTB e colocar o seu nome na história política da cidade.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document