sexta-feira, 21 de setembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Processo contra suspeito de pedofilia vai correr em segredo de Justiça

Processo contra suspeito de pedofilia vai correr em segredo de Justiça

Matéria publicada em 16 de maio de 2018, 08:28 horas

 


Barra Mansa – O processo contra o suspeito de pedofilia, de 40 anos, vai correr em segredo de Justiça. Ele foi preso, nesta segunda-feira (14), no Clube dos Funcionários, em Volta Redonda, onde trabalhava como salva-vidas.

O suspeito foi detido por policiais da 90ª DP (Barra Mansa), em decorrência de investigações iniciadas em janeiro deste ano, por supostos crimes cometidos por ele, naquele município. Contra o salva-vidas havia prisão temporária decretada pela Justiça, em razão de uma representação feita pelo delegado titular Ronaldo Aparecido de Brito.

Além da prisão, policiais cumpriram ainda mandado de busca e apreensão e encontraram, com o suspeito, um aparelho de celular com cenas de pornografia infantil, fato que resultou em prisão em flagrante, prevista no artigo 241, do Estatuto da Criança e Adolescente, que se refere a punições àqueles que vendem ou expõem à venda, fotografia, vídeo ou registro com cenas de sexo explícito ou pornográfica envolvendo crianças ou adolescentes.    O salva-vidas foi transferido nesta terça-feira, para a Cadeia Pública de Volta Redonda (antiga casa de custódia), onde ficará à disposição da Justiça de Barra Mansa.

Por meio de nota, a direção do clube esclareceu que o funcionário estava em período de experiência e que a prisão não foi motivada por nenhuma ação do suspeito no local de trabalho. A nota diz ainda que o clube exige dos prestadores de serviços toda a documentação necessária, como certificado de bons antecedentes, a fim de garantir a segurança dos frequentadores.

9 comentários

  1. IN ELIGENDO=pode ser também, em outras palavras, a empresa pode ser responsabilizada pelos danos causados por “….. admitir ou manter a seu serviço um empregado sem aptidões necessárias ao trabalho que lhe é confiado….”;

    b)IN VIGILANDO=pode ser também, em outras palavras, ” ….a que justifica a responsabilidade dos pais por danos causados por filhos menores”.

  2. Culpa in eligendo e Culpa in vigilando.

    Alguns doutrinadores entendem que o fundamento da responsabilização em questão deriva da culpa in eligendo e in vigilando, ou seja, a empresa tomadora tem a obrigação de escolher corretamente aquela que lhe prestará serviços, sob pena de responder pelo dano causado a outrem em decorrência da má escolha e ainda durante o transcurso do contrato, tem a obrigação de fiscalização, sob essa ótica estar-se-ia diante da presunção de culpa, ou seja, em tese seria admitida prova em contrário a ser produzida pelo tomador, nos termos expressos pela Súmula 341[22], do Excelso Pretório.

  3. Se exige , como que o cara tinha um mandado contra ele de prisão.
    Está na hora de mudar essa terceirizada.
    Depois de ver o material eles vão chamar os pais das crianças do clube para ver se reconhecem seus filhos nas fotos?
    Como o clube garante que ele não fez nada no clube?
    Esse tipo de crime impera i silêncio…
    Terceirização de serviços não exime o clube de responsabilidade.
    Se bobear o salva vidas nem sabia nadar…

  4. Leva pra Bangu. Põe uma mini-saia nele e deixa se virar por lá.

    • Esse negócio de “põe uma mini-saia nele…”, é por experiência própria, senhor (a) indignado ?7

  5. Coloquem a foto do desgraçado,quem pratica crime contra criança tem que morrer.

    • Eu concordo plenamente, deve colocar a foto e o nome! Mas a “justiça” tem medo de represaria!

    • Tem muitos incubados que nem usa internet e celulares. Tentam conquistar a confiança dos pais ou procuram mães solteiras para perseguir os filhos delas sabe se lá pra quê? Como provar nesses casos? Deve ter que deixar nossos filhos ser abusados pra ter provas para a justiça prender e soltar no dia seguinte com fiança paga. Absurdo.

  6. Esse clube fala muita mentira. Nunca pediu antecedentes criminais a funcionário nenhum.

Untitled Document