terça-feira, 16 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Volta Redonda, 64 anos de história

Volta Redonda, 64 anos de história

Matéria publicada em 17 de julho de 2018, 07:32 horas

 


Espaço público é valorizado com monumentos, obras de artes, memoriais, fontes e a participação dos artistas na vida da cidade do aço

Além do Memorial 9 de novembro, de autoria do arquiteto Oscar Niemeyer, a Praça Juarez Antunes abriga a estátua, em tamanho natural, do Bispo Emérito Dom Waldyr Calheiros
Foto: Gabriel Borges

Neste dia 17 de julho Volta Redonda comemora mais um aniversário de fundação, 64 anos. Como um povo que não tem raízes acaba se perdendo no meio da multidão, a cidade construiu sólidas raízes culturais com a construção de monumentos, memoriais, fontes de água, diversas obras de arte como estátuas e esculturas espalhada em vários bairros. É um dia de festa para mais de 260 mil habitantes.
Os monumentos nos espaços públicos – como afirma o IPPU (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano), órgão da prefeitura municipal – foram construídos por motivos simbólicos e comemorativos para marcar um acontecimento importante ou homenagear uma pessoa ilustre. Mas o objetivo principal é sempre valorizar o aspecto cultural de uma cidade.

Monumentos, estátuas e bens tombados

Volta Redonda recebeu diversas obras de arte como estátuas, esculturas, pinturas de muros, memoriais, monumentos, praças que ganharam nomes de pessoas importantes para a sociedade local, que superam diferenças ideológicas, partidárias e quebram barreiras que tentam separar a arte da vida cotidiana de uma cidade. A população domina muitas informações culturais que são a riqueza da cidade. Entre os monumentos que valorizam os espaços públicos podemos identificar o Brasão de Volta Redonda, Entrada da Cidade, Centenário do Povoado de Santo Antonio, Cinquentenário de Emancipação do Município, Brasil 500 anos, Chaminé do Antigo Engenho, Praça Brasil, Memorial dos Ex-Combatentes e o Pórtico dos Pioneiros.
As principais fontes ou chafariz em praças e jardins: Praça da Bíblia, Praça José Roberto Domingues Cruz, Praça Juarez Antunes, Praça Japão, Praça José Dias Ferreira, Praça Marechal Rondon, Praça Aprígio Cravo, Praça 7 de Setembro, Praça Geraldo Ricardo, Praça Celso F de Castro, Praça Oscar Cardoso, Avenida Beira Rio, Complexo Esportivo Oscar Cardoso. Em obras de arte, foram entregues as esculturas do Arigó, Desenvolvimento, Casulo do Dragão, São Francisco de Assis, Rotatória Santa Cruz, Memorial Zumbi dos Palmares. Na relação de mural e painel, estão Forneiro, Bloco da Vida, Memorial Pioneiros, Mosaico Elevatória, Caras.
Os bustos inaugurados são do Prefeito Francisco Torres, General Macedo Soares e Silva, General Sylvio Raulino de Oliveira, General Antonio de Sampaio. Entre os viadutos estão o 17 de Julho, Alino Antonio Francisco e, Nossa Senhora das Graças. Entre os bens culturais diversos, a Locomotiva Bertioga, Pórtico Bairro Santa Rita do Zarur, Jardim dos Inocentes, Aeronave de Caça nos bairros Sessenta e Niterói. As entidades sociais citadas pela publicação são o Lions Club, a Maçonaria e o Rotary.
Brasão da Cidade de Volta Redonda – O brasão de armas do município foi elaborado pelo poeta e escritor Guilherme de Almeida da Academia Brasileira e Paulista de Letras, segundo o historiador Alkindar Cândido Costa, no livro Volta Redonda, Ontem e Hoje. O escudo português de sabre com um feixe de raios de ouro dentro de uma orla de prata. Os Tenentes, dois ciclopes com o malho sobre bigorna por terraço, tudo ao natural, é uma homenagem aos operários de Volta Redonda, os ‘obreiros de Vulcano’.
Os bens tombados como patrimônio histórico e arquitetônico que estão devidamente identificados com placas especiais junto aos imóveis, de acordo com a Lei Municipal 2075/1985, obedecendo a legislação federal são: Chaminé da Antiga Olaria, igreja Santo Antonio, sedes das fazendas Santa Cecília e Três Poços, Colégios estaduais Manuel Marinho e Barão de Mauá, antigo Centro de Puericultura, Hotel Bela Vista, Cinema Nove de Abril, Igreja Santa Cecília, Monumento dos Ex-Combatentes, antiga sede do Tiro de Guerra, Clube Foto Filatélico e Numismático, Memorial Zumbi, estátuas e construção na Praça Brasil.
O prédio da antiga Rádio Siderúrgica Nacional está na listagem de bens tombados, mas não reconhecido pelo INEPAC. Outros 24 itens estão na Relação de Bens de Interesse Histórico, identificados no Processo de Elaboração do Plano Diretor Participativo de Desenvolvimento Urbano, mas não ainda reconhecidos por lei.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

14 comentários

  1. Guto, isto chama teoria da libertação, o comunismo na igreja católica. Parabéns.

  2. Foi o Neto e os vereadores de esquerda que construíram aquela estátua do Don Waldir!
    Só que a gestão atual poderia pintar a estátua de vermelho, seriu uma justa homenagem ao líder religioso que considerava a luta armada dos comunistas contra o exército brasileiro uma “guerra santa”!
    E além de ser um líder religioso, depois de morrer ele foi alçado à categoria de “profeta”(pelo atual Bispo), pois mesmo quando Lula ainda não era um fenômeno, ele já fazia propaganda para ele nos altares das Igrejas de Volta Redonda!
    O que dizer da ignorância daqueles que não querem pintar a estátua de vermelho?!
    Como diria o ex-Senador Mão Santa: “A ignorância é audaciosa!”….

    • Acho que sua vontade é explodir o monumento, como fizeram com aquele construído em homenagem aos operários assassinados…

    • Colocar bomba e destruir patrimônio público fazia parte da “guerra santa” dos comunistas contra o exército brasileiro!
      O que dizer daqueles que querem me igualar a Dilma Roussef ou Franklin Martins?!
      Como diria o ex-Senador Mão Santa: “A ignorância é audaciosa!”…

  3. Vc deveria ser processado por crime de intolerância religiosa. Palavras abjetas de um indivíduo pedante que só fazem disseminar ainda mais o ódio. Sinto imensa vergonha de compartilhar o oxigênio deste planeta com um ser reles feito vc, que ainda se diz acreditar em Deus, um cocô em forma de gente…

    Procure ler para entender o que é laicidade… A estátua homenageia uma pessoa que muito fez pela cidade e seu povo, não uma igreja!! Assim como há outras estátuas que lembram chefes de estado, ex-prefeitos, jogadores de futebol, um cidadão ilustre, etc….

  4. Tenho orgulho de ter nascido e morando aqui desde à época dos anos 40. “Parabéns Volta Redonda”.

  5. Apesar de ser uma cidade relativamente jovem, tem mais história que muitos municípios centenários. Uma história de pioneirismo, lutas, conquistas. Nenhuma outra cidade brasileira tem uma história tão rica e emblemática… VR nasceu para ser ímpar, brilhando forte na constelação brasileira…

  6. Sr: prefeito, não bastasse outras trapalhadas agora vem com mais uma: essa do bispo Dom Valdir. Eu sou evangelico e não tenho que compactuar com aquela imagem ao passar por ali. Por favor, o estado brasileiro é laico. Tire aquela porcaria de lá.

    • Vc deveria ser processado por crime de intolerância religiosa. Palavras abjetas de um indivíduo pedante que só fazem disseminar ainda mais o ódio. Sinto imensa vergonha de compartilhar o oxigênio deste planeta com um ser reles feito vc, que ainda se diz acreditar em Deus, um cocô em forma de gente…

      Procure ler para entender o que é laicidade… A estátua homenageia uma pessoa que muito fez pela cidade e seu povo, não uma igreja!! Assim como há outras estátuas que lembram chefes de estado, ex-prefeitos, jogadores de futebol, um cidadão ilustre, etc….

    • Ao menos o citado bispo fez mais que qualquer outro religioso protestante para os habitantes da região…Diga, se puder, alguma ação do seu pastor para a nossa cidade.

  7. Parabéns VR, pelos seus apenas 64 anos de muita história, glórias ! Que essa cidade continue sendo um lugar gostoso para se viver, com pessoas que amam o lugar onde vivem… Parabéns a região por ter uma cidade com representatividade nacional bem pertinho e hospitaleira para com todos ! Parebéns !

    • Em meio a tantas ofensas e xingamentos gratuitos que vemos por aí esse comentário tão simples, mas importante se torna algo de destaque e renova as nossas esperanças na sociedade.
      Hoje em dia tudo é reclamação, se gasta dinheiro em algo dizem que está gastando, se não gasta dizem que está abandonado. É o tal do procurar pelo em ovo.

      Parabéns Sul Flu por enxergar o copo meio cheio!

  8. É Samuca, Faltou motivação e comemorarizacao. Cadê pelo menos um avião demostrando através de faixas comomerativa de grande eventos ?… É isso que o povo quer , Quê é a novidade..

Untitled Document