sábado, 14 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / ‘Revitaliza Resende’ inicia reforma e ampliação da Escola Municipal Rio Preto

‘Revitaliza Resende’ inicia reforma e ampliação da Escola Municipal Rio Preto

Matéria publicada em 31 de outubro de 2019, 16:30 horas

 


Obras de revitalização e construção das novas áreas da unidade de ensino começaram na terça-feira, no distrito de Pedra Selada

Escola Municipal Rio Preto passa por reformas de melhorias
(Foto: Divulgação)

Resende- Mais uma unidade da rede pública municipal de ensino de Resende será reformada e ampliada pelo Programa Revitaliza Resende. A Escola Municipal Rio Preto, situada na Fazenda Rio Preto, na Pedra Selada, distrito de Resende, será totalmente recuperada pela prefeitura, por meio da Secretaria de Obras e Serviços Públicos, além de ter seu espaço estendido. As obras, executadas por uma construtora licitada e fiscalizada pela Secretaria Municipal de Obras, começaram nesta terça-feira (29), e devem durar aproximadamente seis meses. 

Atualmente, a unidade educacional possui 121 alunos matriculados, da Educação Infantil ao 5º ano do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA), e funciona em tempo integral. O espaço escolar, que conta com 24 cômodos e ambientes de circulação, será contemplado com mais três novas salas de aula e banheiro infantil. Uma nova torre para cisterna com capacidade de 5 mil litros de água, que substituirá o antigo reservatório por apresentar estado precário, será instalada. A cisterna antiga será inutilizada.

Nesta primeira etapa da obra, foi feita a marcação para a construção das novas salas, com serviços de escavação do solo para a instalação de sapatas de concreto, que formarão a base da estrutura. Também foram colocadas vigas baldrame para a preparação da fundação.

Simultaneamente, serão iniciados os trabalhos internos com a retirada dos forros e piso de tacos nas salas da administração. A obra geral consiste nos seguintes serviços: demolições; troca de portas e piso; madeiramento e coberturas coloniais; estrutura de alvenaria, concreto e emboço; implantação de forro PVC; adequação das instalações hidráulicas, sanitárias e elétricas; assentamento de azulejos, piso, portas, batentes e janelas com vidro; polimento do piso de granitina; pintura geral; e construção de cerca tipo alambrado.

O prefeito de Resende, Diogo Balieiro Diniz, destacou que uma das prioridades do governo é a valorização da Educação do Município, por meio de reformas nas unidades e melhorias diversas.

– Já entregamos 17 obras realizadas nas unidades de ensino. Atualmente, existem 63 unidades em toda a rede municipal, que atendem mais de 14 mil estudantes. As obras em andamento são as de revitalização do Colégio Municipal Getúlio Vargas (Cidade Alegria) e da Escola Municipal Bernarda Brandão (Vila Moderna), além da ampliação da Creche Municipal Vicente de Paula (Cidade Alegria). A zona rural já foi beneficiada com a unidade novinha em folha de Visconde de Mauá: Cemei (Centro Municipal de Educação Infantil) Maria Francisca Diniz Frech, conquista considerada um dos grandes marcos da atual gestão. E, agora, chegou a vez da revitalização completa na E. M. Rio Preto, que atende dezenas de alunos da região do campo. O governo municipal entende que as novas três salas vão propiciar mais qualidade para o bem-estar dos alunos, acomodando-os melhor, além de oferecer estrutura adequada para comportar a demanda do sistema de tempo integral. Desta forma, vamos avançando com escolas mais modernas, kits de uniformes personalizados e confortáveis entregues, materiais didáticos atualizados e novas mobílias, valorização dos profissionais da área e, principalmente, alunos com recursos disponíveis para uma aprendizagem de alto nível – reforçou.

A secretária de Educação, Rosa Frech, acrescentou que a unidade abriga estudantes de localidades próximas, observando que haverá remanejamento para o pleno andamento das obras.

“O horário integral da E. M. Rio Preto é um dos motivos que tornou necessária a ampliação das salas de aulas, além do atendimento a diversas comunidades da região. Durante as obras, não haverá prejuízo às aulas, já que os alunos poderão ser acomodados com segurança na casinha da igreja, localizada no pátio da unidade escolar mesmo. O espaço possui uma varanda, onde já são realizadas atividades com alunos no contraturno. A escola ainda oferece diversas oficinas neste período integral, na sala aberta, um galpão atrás da igreja”, lembrou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document