>
quarta-feira, 10 de agosto de 2022 - 17:29 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Felicidade dobrada para pais de gêmeos

Felicidade dobrada para pais de gêmeos

Matéria publicada em 9 de agosto de 2015, 14:29 horas

 


Eles afirmam que fazem questão de ajudar em todas as tarefas dos bebês, desde a troca de fraldas até o banho

Muita emoção: Diego junto com os trigêmeos Laura, Davi e Arthur

Roze Martins

(Especial para o DIÁRIO DO VALE)

Sul Fluminense

Pais de recém-nascidos gêmeos falam que este é o grande presente para a ocasião. Este é o caso do analista de sistema, Eduardo Guerra de Souza, de 34 anos. Casado com Raquel Botelho, de 33 anos, foi pai pela primeira vez, há pouco menos de dois meses, dos gêmeos Pietro e Manuella.
– Vai ser um dia de muita emoção e especial. Além dos meus filhos, também vou estar com meu pai e meu avô. Esse o primeiro ano que comemoro como pai e descobri que nasci para isso – afirma Souza.
De acordo com o analista, quando a mulher descobriu que estava grávida, eles sinalizaram o desejo de terem um casal de gêmeos. No dia da ultrassonografia, veio a grande surpresa, que fez casal chorar de emoção. “Foi uma emoção muito grande saber que o nosso desejo foi concretizado”, disse Souza, que durante a gravidez fez questão de ajudar a esposa em todos os detalhes para a chegada dos bebês desde a decoração do quarto, montagem dos móveis até a compra do enxoval.
– Cada detalhe foi preparado com muito carinho. Agora, que eles estão aqui até acordar à noite para trocar fraldas é um momento especial. O sono vai embora quando olho aqueles rostinhos, os olhinhos arregalados. Faço questão de ajudar minha esposa em tudo e posso garantir que somos uma família muito unida e extremamente feliz – ressaltou o analista.

Comemoração em dose tripla

Morador de Angra dos Reis, o administrador Diego Vicente da Silva, de 32 anos, casado com a professora Letícia Nascimento da Conceição Vicente, de 32 anos, vai comemorar seu primeiro Dia dos Pais em dose tripla. Há dois meses, ele e a mulher foram presenteados com nascimento de Laura, Davi e Arthur. O casal sempre sonhou em ter filhos. A mulher teve que ser submetida a tratamentos e, segundo ele, já havia a expectativa de “engravidarem” de gêmeos.
– Após a cirurgia de videolaparoscopia, foi dado início do tratamento com indutor de ovulação e ela respondeu positivamente. Quando fomos fazer a ultrassom veio a grande surpresa dos trigêmeos. A surpresa foi tão grande que fiquei dois dias, sem voz, preocupado com o tamanho da mudança que seria nossa vida. Mas logo depois a ficha caiu e comecei a curtir. A felicidade não cabia no peito, pois entendia que Deus nos escolheu para viver esse milagre – enfatiza o administrador, ao ressaltar que na família da mulher existem outros casos de gêmeos.
Sobre a experiência de cuidar de três bebês, Vicente confessa que ele e Letícia ainda estão se adaptando a nova rotina.
– Realmente eles são bem tranquilos, por enquanto. Mas contamos com apoio de amigos e da família e sempre tem alguém nos ajudando, embora também tenhamos contratado uma pessoa para nos ajudar de segunda a sexta-feira, em tempo integral. Quando estou em casa, nos finais de semana, faço questão de ajudar em tudo. – salientou Silva.
Embora não seja pai de primeira viagem e já tenha comemorado outros Dias dos Pais, o gerente de Comunicação do Projeto Música nas Escolas e OSBM (Orquestra Sinfônica de Barra Mansa), Fabricio Rezende, de 32 anos, também se orgulha em comemorar mais uma data ao lado das filhas. Casado com a designer Amanda Valéria Mello Rezende, de 26 anos, ele é pais das trigêmeas, Agatha, Valentina e Selena 1 ano e 7 meses e de Leona, de três anos. Para ele, que já tinha uma filha pequena, descobrir que seria pai de outras três foi um grande susto.
– Na hora foi um baque muito grande, mas depois fui me acostumando. Embora nosso dia a dia seja intenso, porque são três dependendo da gente pra tudo, é uma experiência muito especial. Pelo segundo ano irei comemorar o Dia dos Pais com as meninas, ao lado da família, e tenho certeza que serão ótimos momentos – disse Rezende, que também ajuda nas tarefas como trocar a fralda, dar banho e comida.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document