domingo, 12 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Executivo da ArcelorMittal diz que intenção é manter usinas de Barra Mansa e Resende

Executivo da ArcelorMittal diz que intenção é manter usinas de Barra Mansa e Resende

Matéria publicada em 3 de abril de 2018, 13:54 horas

 


Grupo assumiu operação das duas plantas e vai observar comportamento do mercado para tomar decisões

Mantidas: ArcelorMittal vai avaliar mercado, mas unidades de Barra Mansa e Resende continuam abertas

Mantidas: ArcelorMittal vai avaliar mercado, mas unidades de Barra Mansa e Resende continuam abertas

Resende – O CEO (Chief Executive Officer, ou executivo principal) da divisão de aços longos da ArcelorMittal para as Américas do Sul, Central e Caribe, Jefferson De Paula, disse em entrevista exclusiva ao DIÁRIO DO VALE que a intenção da empresa é manter e aprimorar as unidades de Resende e Barra Mansa, compradas do grupo Votorantim. No entanto, ele destacou que a decisão da empresa vai depender do comportamento do mercado.

— Quem abre, fecha, amplia ou reduz unidades não é a empresa. É o mercado. A empresa reage de acordo com a demanda. vamos observar o comportamento das vendas antes de tomarmos qualquer decisão — disse Jefferson De Paula.

Ainda de acordo com Jefferson, o comportamento do mercado, no momento, é positivo. de acordo com ele, na fase mais aguda da crise econômica iniciada em 2013, o consumo de aço no Brasil apresentou queda de cerca de 35% entre 2013 e 2017 , mas a partir do segundo semestre de 2017 começou a haver uma reação.

— As usinas de Barra Mansa e Resende vendem aproximadamente 60% de sua produção para a construção civil e 40% para a indústria. No segundo semestre de 2017 a indústria começou a se recuperar. Por exemplo, as montadoras adotaram uma política agressiva de exportação e puxaram a cadeia produtiva. Já a construção civil, que ainda não havia começado a reagir em 2017, apresentou sinais de recuperação no início de 2018, de modo que esperamos que o mercado de aços longos cresça 10% em 2018 — avaliou.

O executivo destacou que o momento não aponta para o fechamento de nenhuma das duas unidades, mas lembrou que, mantido o ritmo atual de recuperação, a economia brasileira só vai voltar aos patamares de 2012 por volta de 2022 ou 2023.

Sobre os rumores de fechamento da unidade Barra Mansa, que começaram antes da aquisição das usinas pela ArcelorMittal, De Paula explicou que as medidas de redução de produção adotadas na unidade eram de adequação ao mercado.

— Era preciso adequar a oferta à demanda. Por isso, embora a produção em Resende tenha sido mantida praticamente nos mesmos níveis de antes da crise, a da unidade de Barra Mansa foi reduzida. Agora, vamos observar o mercado e adotar medidas para capturar sinergias (identificar pontos em que a empresa adquirida e a que fez a compra podem economizar recursos usando capacidades comuns), reduzir custos e melhorar a produtividade — declarou o executivo.

Brasil deve se preparar para ‘invasão’ de aço estrangeiro

O fato de o Brasil ter sido poupado, pelo menos temporariamente,  da sobretaxa de 25% em suas exportações de aço para os Estados Unidos foi considerado positivo por Jefferson De Paula, mas, segundo ele, isso não significa que os riscos decorrentes da medida adotada pelo governo de Donald Trump tenha sido afastado.

— As exportações brasileiras estão livres da sobretaxa, mas as chinesas, russas e turcas, não. Isso significa que as usinas desses países precisam encontrar um novo destino para a sua produção, e o Brasil pode ser um desses mercados — analisou.

O executivo disse ainda que, em uma reunião de representantes do Instituto Aço Brasil com o presidente da República, Michel Temer (PMDB), ficou acertado que o governo vai acompanhar as importações de aço pelo Brasil e, caso haja um aumento acima do que pode ser considerado normal nas compras, medidas de proteção serão adotadas.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar
    Smilodon Tacinus - O Emir Cicutiano

    Todo empresário tem que ser político, ainda mais os dirigentes de grandes empresas, que dependem do poder público para obter vantagens e benesses. Além disso, não pode se sujar perante o público, para evitar riscos de imagem e prejuízos pela não observância da Responsabilidade Social Corporativa…

    Usou palavras bem diplomáticas para dizer: “se a crise persistir, teremos que fechar”… A usina de Resende foi criada não à toa, e com o mesmo nome: Siderúrgica Barra Mansa. Mas tem pessoas que gostam de se iludir, achando que vai gerar mais empregos e tals… Saudade, como o próprio nome diz, vai ficar na saudade. Talvez façam um shopping no local, quem sabe?…

Untitled Document