terça-feira, 27 de outubro de 2020 - 01:09 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Botafogo e Fluminense recorrem ao STJD para não jogarem na segunda-feira

Botafogo e Fluminense recorrem ao STJD para não jogarem na segunda-feira

Matéria publicada em 19 de junho de 2020, 20:05 horas

 


Clubes temem pela integridade física dos atletas e querem adiar partidas para primeira semana de julho

Rio de Janeiro –Botafogo e Fluminense cumpriram a ameaça e recorreram ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), nesta sexta-feira (19), para não entrarem em campo pelo Campeonato Carioca ainda no mês de junho, por causa da pandemia do coronavírus, após determinação da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj).

Os clubes recorreram à esfera nacional após terem seus pedidos indeferidos no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) na quinta-feira (18) e planejam ir à Justiça comum, se forem esgotadas as esferas desportivas. A decisão do STJD deve sair ainda nesta sexta-feira.

Os dois clubes querem ao menos dez dias de preparação antes de voltar a jogar. As diretorias querem adiar os jogos previstos na Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca, dos dias 22 e 24 de junho para 1.º e 4 de julho. Os clubes temem pela integridade física dos atletas. O Botafogo voltou aos treinos na quarta e o Fluminense apenas nesta sexta-feira.

Restam duas rodadas para o fim da fase de grupos da Taça Rio. O Botafogo é o quarto colocado do Grupo A com quatro pontos, empatado com o Bangu, em terceiro, e dois atrás do Boavista, em segundo, posição que vale a última vaga da chave.

O Fluminense lidera o Grupo B com nove pontos e pode garantir vaga direto para a final do campeonato por ter a melhor campanha geral, pois soma no total 24 pontos.

Fluminense e Botafogo voltaram aos treinos nesta semana
(Foto: Mailso Santana/Arquivo)


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar
    Dragão do Voltaço

    Q força política eles tem p impedir o campeonato de acontecer? Nenhuma. Vão sempre se ferrar na mão da FERJ.

Untitled Document