quarta-feira, 21 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Saae faz serviço emergência em tubulação do Córrego Sécades

Saae faz serviço emergência em tubulação do Córrego Sécades

Matéria publicada em 7 de abril de 2019, 16:25 horas

 


Rompimento de tubulação interrompe abastecimento de água nos bairros São Cristóvão e Morada da Granja, além da Região Leste em Barra Mansa

Rompimento da adutora da Rua 247 interrompe o fornecimento de água para a Região Leste (Foto – Chico de Assis)

Volta Redonda – O Saae está realizando um serviço emergencial na tubulação de água que passa no Córrego Secades, no bairro 209. As colunas de sustentação da rede de água, assim como um pedaço do muro de contenção do córrego cederam por conta das fortes chuvas de verão. A rede abastece os bairros São Cristóvão e Morada da Granja, além de toda a Região Leste de Barra Mansa.

O diretor executivo do Saae VR, José Geraldo Santos, o Zeca, explicou que as fortes chuvas de verão desse ano prejudicaram muito o muro de contenção do córrego e que tempestade da noite desta sexta-feira, dia 05, foi o estopim para que as colunas caíssem.

– Nós já temos um projeto em andamento para resolver de vez o problema. Mas ele não podia ser executado nesse período de chuvas e tempestades. Nossas equipes estão no local refazendo a tubulação e a previsão é que o serviço termine ainda neste sábado, dia 06 – informou o diretor.

Zeca complementou dizendo que assim que o serviço for concluído o abastecimento de água retornará gradativamente nos bairros afetados.

– Pedimos à população da localidade que utilize a água de forma consciente, evitando desperdícios. Estamos trabalhando para resolver o problema o mais rápido possível – disse.

Mais estragos

Em Barra Mansa, equipes da prefeitura também continuam trabalhando para minimizar os estragos provocados pelo temporal que caiu na noite de sexta-feira. As chuvas provocaram alagamento de vias públicas e a queda dos tapumes da obra do Palácio Barão de Guapy, no Centro, e do Edifício Cores da Barra, na Albo Chiesse, obra privada e que está paralisada há pelo menos quatro anos.

Informe preliminar da prefeitura também dá conta de alagamento em pontos específicos do bairro Ano Bom. O problema ocorreu por falta de vazão das redes existentes. Nas imediações do edifício Acácia Amarela existe projeto de intervenção previsto para agosto, já que essa obra não pode ser realizada no período de chuva. Na região dos bares e restaurantes da Rua João Valiante o alagamento ocorreu por falta de vazão da drenagem e galeria da rede de águas pluviais. No local será feito o redimensionamento das caixas coletoras das águas pluviais.

Segundo o coordenador da Defesa Civil-BM, Sérgio Mendes, o Serginho Bombeiro, em uma hora e meia de chuva o pluviomêtro instalado no Parque da Cidade registrou um volume de 55 mm de chuva. Na Vila Orlandélia, esse número subiu para 75 mm. A previsão dos institutos de meteorologia era de 10 mm. O nível do Rio Barra Mansa subiu cerca de um metro, mas não houve registro de transbordamento.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document